Nas Bancas

Hugh Grant

Hugh Grant

Reuters

Hugh Grant testemunha no caso das escutas ilegais do ‘News of the World’

Sienna Miller, J. K. Rowling e os pais de Madeleine, Gerry e Kate McCann, também vão ser ouvidos.

Redação CARAS
22 de novembro de 2011, 18:46

Depois de anos a ser perseguido pelas objetivas dos fotógrafos, Hugh Grant poderá agora tirar satisfações sobre o assunto. O ator, de 50 anos, está entre as testemunhas que prestará depoimento sobre o caso das escutas ilegais que levaram ao encerramento do jornal News of the World. O primeiro-ministro inglês, David Cameron, pediu a abertura de um inquérito para apurar as práticas jornalísticas em Inglaterra, depois do News of the World reconhecer que tinha intercetado mensagens de voz para obter determinadas informações.
A investigação, que decorre desde o passado dia 14 de novembro, incluiu ainda testemunhas como a atriz Sienna Miller, a autora dos livros da saga Harry Potter, J. K. Rowling, e os pais da pequena Madeleine, Gerry e Kate McCann.
Durante o primeiro interrogatório, realizado esta segunda-feira, Hugh Grant revelou que acredita ter sido vítima de escutas por outros meios de comunicação além do jornal pertencente ao grupo News Corp, do milionário Rupert Murdoch. O ator assegurou que o Daily Mail colocou o seu telefone sob escuta para obter informações sobre a sua relação com Jemima Khan, em 2007. Na altura, o jornal afirmou que a relação tinha sido abalada por conversas telefónicas entre Grant e uma “mulher de voz sensual”. “Gostaria de saber qual foi a fonte se não se trataram de escutas telefónicas”, disse Hugh Grant.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras