Nas Bancas

Investigação sobre a morte de Natalie Wood reaberta 30 anos depois

A atriz morreu afogada quando se encontrava num iate, na baía de Los Angeles, em 1981.

Redação CARAS
18 de novembro de 2011, 16:24

A polícia norte-americana anunciou hoje a reabertura da investigação sobre a morte de Natalie Wood, na sequência de afogamento quando se encontrava num iate ao largo da ilha Catalina, na baía de Los Angeles, em 1981. As autoridades decidiram dar nova relevância ao caso, na época considerado um acidente, depois de terem sido contactados por pessoas que dizem ter “informações adicionais” sobre a causa da morte da atriz.
Já no ano passado, a irmã da atriz, Lana Wood, bem como o comandante do barco em que Natalie viajava, tinham pedido a reabertura do processo. Agora, a polícia norte-americana parece ter ficado interessada nas novas declarações do capitão na sequência do 30.º aniversário da morte de Natalie Wood, apesar de não ter revelado se foi esta a causa da reabertura do processo.
Recorde-se que a atriz e o marido, Robert Wagner, desfrutavam do fim de semana do Dia de Ação de Graças no iate 'Splendour' quando se deu o incidente. Segundo o relatório da época, o casal encontrava-se na companhia do ator Christopher Walken. Os três deslocaram-se a um restaurante na ilha e foi quando regressaram à embarcação que terá começado uma violenta discussão entre Wagner e Walken, motivo pelo qual Natalie Wood terá deixado o convés em direção à cabine principal. A atriz terá subido novamente ao convés para lançar uma bóia, tendo sido encontrada morta nesse local.
Apesar do médico legista ter determinado a causa da morte como acidental, a autópsia ao corpo da atriz revelava contusões e um abrasão no braço esquerdo. “A minha irmã não sabia nadar e ela nunca iria para outro barco ou para terra vestida de camisa de noite e peúgas”, afirmou Lana.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras