Nas Bancas

Filho de Carlos Martins “em estado bastante grave”

As palavras são do médico do Benfica João Paulo Almeida.

Redação CARAS
16 de novembro de 2011, 19:31

“O filho de Carlos Martins, de 3 anos, precisa de um dador compatível de medula óssea com urgência.” Foi desta forma que João Paulo Almeida, médico do Sport Lisboa e Benfica explicou o estado de saúde do pequeno Gustavo, que sofre de aplasia medular, acrescentando que o menino se encontra “em estado bastante grave”. Em declarações à agência Lusa, o clínico apelou à solidariedade de todos, para que se inscrevam como dadores de medula óssea, explicando que o Centro de Histocompatibilidade de Lisboa, junto ao Hospital Pulido Valente, é um dos locais onde podem dirigir-se. Para ajudar é preciso ter “mais de 18 e menos de 45 anos”, pesar “mais de 50 quilos”, e ser saudável.
Também o pai de Carlos Martins, António Martins, explicou, em entrevista ao site Relvado a situação clínica do neto. “A medula dele não gera plaquetas e glóbulos brancos em número suficiente. Ele fez um tratamento com cortisona desde agosto, mas desde que parou voltou a sentir-se pior. Agora, há duas soluções: ou avançamos para um tratamento de risco, bastante perigoso, ou encontramos um dador de medula óssea compatível, o que seria a melhor solução. (…) Ele esteve internado a realizar o tal tratamento de cortisona. Mas infelizmente o efeito desejado não foi o melhor. Entretanto, ele esteve em Portugal nos últimos dias e a médica disse-nos que vai tentar ser encontrada uma medula compatível no Banco Mundial”. António Martins contou ainda que a família tem vivido momentos muito complicados nos últimos meses: “Ainda no domingo, eu estava a brincar com o Gustavo e de repente ele desmaiou. Tem de andar com uma máscara... O Carlos, claro, não consegue estar com a cabeça no lugar e emagreceu imenso”.
Recorde-se que a situação foi tornada pública esta terça-feira, dia 15, depois da vitória do jogo da Seleção Nacional contra a Bósnia Herzegovina por 6 – 2, mas foi detetada no passado mês de agosto quando, depois de uma queda, o pequeno Gustavo foi levado pela mãe ao hospital e os médicos detetaram um nível de plaquetas muito baixo.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras