Nas Bancas

Reynaldo Gianecchini fala, otimista, da sua dura luta contra o cancro

O galã brasileiro visitou o Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Cancro, onde distribuiu sorrisos e muitos presentes.

Redação CARAS
14 de novembro de 2011, 12:12

Desde que lhe foi diagnosticado um tipo raro de cancro, um linfoma não-Hodgkin de células T Angioimunoblástico, o ator brasileiro Reynaldo Gianecchini, de 39 anos, tem preferido as ações às palavras. Corajoso, em paralelo com o seu tratamento, o galã tem feito uma verdadeira maratona de apoio à luta contra a doença, expressando através de cada gesto de solidariedade o que ele próprio sente, como aconteceu numa recente visita ao GRAACC – Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Cancro. Na ocasião, Gianecchini quebrou o silêncio e falou em exclusivo à CARAS, um mês depois de outro duro golpe: a morte do pai, Reynaldo Cisoto Gianecchini, a 17 de outubro, aos 72 anos, vítima de cancro do pâncreas e do fígado, contra o qual lutava há dez meses.
Embaixador da linha de T-shirts do projeto Sou Fã de Criança, juntamente com a atriz Adriana Birolli, Gianecchini distribuiu 300 kits de brinquedos e a mesma quantidade em kits de guloseimas aos meninos do GRAACC, naquela que foi a sua segunda visita ao espaço, onde já tinha estado em junho, quando ainda não sabia do linfoma.
Neste momento, o ator continua com as sessões de quimioterapia, devendo realizar um autotransplante após a quinta sessão. Trata-se de uma técnica para obter células-tronco do sangue ou da medula óssea e devolvê-las ao mesmo paciente. O ator também foi submetido a uma tomografia por emissão de positrões, uma modalidade de diagnóstico por imagem que permite avaliar funções importantes do corpo, tais como o fluxo do sangue, o uso do oxigénio, e o metabolismo do açúcar (glicose), ajudando os médicos a avaliar como estão a funcionar os órgãos e os tecidos e assim controlar a evolução da doença.
A par do tratamento médico, o popular brasileiro recorre ainda ao auxílio espiritual do médium João Berbel e ao forte apoio da família, em especial da mãe, Heloísa Helena, 70 anos, que após a perda do marido dedica todo o seu tempo a cuidar do filho. Os amigos têm também estado ao lado do ator, em especial a ex-namorada, Marília Gabriela, de 63 anos, e a atriz Cláudia Raia, 44, com quem iria contracenar no espetáculo Cabaret, atualmente em cena.
Longe da televisão desde o fim da novela Passione, em janeiro deste ano, na qual deu vida ao vilão Fred, Gianecchini interrompeu ainda a temporada da peça Cruel para ser internado. Apesar dos contratempos, a esperança é o lema que quer seguir.
– O contacto com estas crianças tem-lhe ensinado a lidar com a doença?
Reynaldo G. – Aprendemos muito com as crianças. Elas são quem mais me ensina nesta fase do tratamento e mantenho um grande contacto com elas.
– Qual o caminho para suavizar o processo do tratamento e não se deixar abater pelas dificuldades?
– Encarar tudo com leveza, tentar viver um dia de cada vez e aprender com a situação.
– Mudou a forma como vê a vida?
– Sem dúvida. Entramos numa relação diferente com as pessoas, repensamos todas as nossas relações... Basicamente, o que mais me tocou foi a forma como as pessoas ficam sensibilizadas. E como é bom partilhar tudo... O amor, a solidariedade. Apercebemo-nos do quanto precisamos das pessoas. Ficamos com uma visão menos egoísta.
– Nesta fase em quem se apoia mais?
– Família, amigos e até pessoas que nem conheço e sorriem para mim. Qualquer gesto de amor e de carinho é uma grande ajuda.
– Sempre foi otimista. Agora não é diferente, certo?
– Sempre fui otimista e, agora, mais do que nunca. Não consigo pensar em coisas más, apenas boas. Tudo o que tenho aprendido, tudo o que tenho conquistado, todo o amor que tenho sentido por parte das pessoas... Acredito na cura, não acredito na doença. Só consigo pensar que a minha vida vai melhorar daqui para a frente.
 

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras