Nas Bancas

Luísa Castel-Branco: Laços maternais são tema de novo romance

No dia que apresentou o seu terceiro romance, ‘Em Nome do Filho’, na livraria Bertrand do Chiado, em Lisboa, a escritora contou com o apoio de familiares e amigos.

Andreia Cardinali
4 de novembro de 2011, 12:50

Ao contrário do que sucedeu com os dois anteriores romances de Luísa Castel-Branco, este Em Nome do Filho provocou na escritora uma tristeza que teve dificuldade em ultrapassar. A explicação é simples: a história gira em torno do rapto de uma criança e o facto de Luísa ser mãe e uma mulher que vive em pleno os sentimentos fez com que estes minassem por vezes a sua coragem para prosseguir com a narrativa, como nos contou no dia da apresentação do livro, em que esteve rodeada pela família. “Comecei a escrever este livro há um ano e meio, mas tive de parar, pois não queria escrever a história daquela criança. Parei e comecei outro. Entretanto, as personagens deste não saíam da minha cabeça e tive de voltar a pegar nele, mas houve alturas muito dolorosas. As personagens possuem-nos e é a narrativa que nos encontra a nós e não o inverso”, explicou a escritora, enquanto partilhou: “Há mais de uma semana que não consigo dormir... Acho sempre que as pessoas não vão gostar, que vai ser uma vergonha. Sou terrivelmente crítica.”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras