Nas Bancas

Julian Assange deverá ser extraditado para a Suécia

O fundador da WikiLeaks perdeu o recurso que pretendia evitar a sua extradição para ser interrogado por alegados crimes sexuais.

2 de novembro de 2011, 13:16

O Alto Tribunal de Londres rejeitou hoje o recurso de Julian Assange que impedia a sua extradição para a Suécia.
As autoridades suecas querem interrogar o australiano sobre acusações feitas por duas voluntárias da WikiLeaks de violação e agressões sexuais em agosto do ano passado, quando Assange visitou Estocolmo. O fundador da WikiLeaks, de 40 anos, afirma que as acusações são falsas e têm motivações políticas e poderá recorrer desta decisão ao Supremo Tribunal.
Julian Assange tornou-se mais conhecido em 2010, depois de ter publicado no seu site WikiLeaks uma série de documentos sobre possíveis crimes de guerra cometidos pelo Exército dos Estados Unidos nas Guerras do Afeganistão e do Iraque. A publicação de documentos com informação sensível tem embaraçado diversos governos e negócios internacionais.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras