Nas Bancas

Amy Winehouse

Amy Winehouse

Getty Images

Amy Winehouse morreu de intoxicação alcoólica

Segundo o relatório da autópsia, divulgado esta quarta-feira, a cantora apresentava uma taxa de álcool no sangue cinco vezes superior ao limite legal para conduzir.

Redação CARAS
27 de outubro de 2011, 12:25

O relatório da autópsia ao corpo de Amy Winehouse foi revelado esta quarta-feira, dia 26, em Londres e foram finalmente reveladas as causas da sua morte. Segundo o inquérito, divulgado pela médica legista Suzanne Greenaway, a cantora britânica morreu com uma intoxicação alcoólica, já que apresentava uma taxa de álcool no sangue cinco vezes superior ao limite legal para conduzir.
A médica explicou que a morte foi “acidental”, pois Amy ingeriu álcool voluntariamente e sem pensar nas consequências. “Uma quantidade de álcool tão elevada no corpo pode tê-la deixado sem respirar e ter entrado em coma”. Winehouse, de 27 anos, estava num período de três semanas de abstinência, no entanto, no dia da sua morte, tinha bebido “até cair”.
Na sua casa de Londres foram encontradas três garrafas de vodka vazias. O relatório confirmou ainda o resultado dos exames toxicológicos de que não tinham sido encontradas “substâncias ilegais” no corpo da cantora.
Recorde-se que Amy Winehouse foi encontrada morta na sua casa de Camden Square, em Londres, no passado dia 23 de julho.
 

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras