Nas Bancas

Michelle Obama fala das suas preocupações como mãe

A primeira-dama americana deu uma entrevista onde afirma que criar as suas filhas, Malia, de 13 anos e Sasha, de 10, da forma o mais normal possível dentro da Casa Branca, continua a ser a sua maior prioridade.

Redação CARAS
19 de outubro de 2011, 18:43

"Elas são miúdas fantásticas, são equilibradas, amáveis e curiosas", disse Michelle Obama acerca das filhas Malia e Sasha numa entrevista que deu na Casa Branca. "E como qualquer mãe, só espero não as estragar", acrescentou a primeira-dama que confessa que ela e o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, "lutam pela normalidade" da família.
Michelle Obama diz que para essa normalidade conta o facto de Malia e Sasha não serem tratadas como princesas e terem tarefas domésticas como fazer as camas, arrumar o quarto ou tratar das suas roupas. No entanto, o mais importante é "a interação que temos como família". "É sentarmo-nos para jantar e o dia do Barack ser a última coisa que alguém quer ouvir", revelou a primeira-dama rindo.
Sair à rua, passear quando lhe apetece e ser uma pessoa anónima é uma das coisas de que Michelle sente mais falta desde que se tornou primeira-dama dos Estados Unidos. "É estar entre pessoas num ambiente de interações normais. Esquecemo-nos de como isso é importante para estabelecer quem somos no mundo", afirmou. Para matar saudades da sua vida pré-presidência Michelle Obama foi no final do mês passado a um supermercado onde passou despercebida, como qualquer outra dona de casa. Acerca dessa incursão comentou: "Poder esgueirar-me, pedir um gelado e ser ignorada pelo miúdo que me está a atender, tal como o são todas as outras pessoas, é refrescante".

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras