Nas Bancas

Betty Grafstein e José Castelo Branco falam do envolvimento em escândalo sexual: "Estamos chocados"

O casal vai ser, alegadamente, notificado pela justiça para depor num caso em que uma mulher acusa o marido de a obrigar a participar em orgias de cariz violento. Segundo o Jornal de Notícias, Betty e José Castelo Branco estiveram presentes em alguns desses encontros sexuais.

29 de setembro de 2011, 00:23

José Castelo Branco e Betty Grafstein estão em choque com as mais recentes notícias que envolvem os seus nomes. Segundo o Jornal de Notícias, o casal vai ser notificado como testemunha num caso em que uma mulher foi alegadamente obrigada a participar em orgias “sob ameaça de armas.” A mesma publicação diz que José Castelo Branco era participante ativo nestes encontros sexuais e que a sua mulher seria uma espetadora dos mesmos. Chocados com tais afirmações, o artista e a mulher negam qualquer envolvimento em atos desta natureza. “É mentira! Nunca na minha vida participei nessas coisas! Nem sabia que isso acontecia na vida real. Pensava que era argumento de filmes de terceira categoria! É muita coincidência estas notícias surgirem no dia em que a minha rubrica vai para o ar”, esclareceu o cantor, que se preparava para estrear nesse dia a sua participação no programa diário de Fátima Lopes.

Depois de terem sido contactados pelo seu advogado e ainda sem terem recebido qualquer no­tificação da justiça, o casal deu uma entrevista à CARAS em que nega qualquer envolvimento em atos desta natureza.

– Segundo o JN participaram em orgias, o José de forma ativa e a Betty como espetadora. O que têm a dizer sobre isto?

Betty Grafstein – É tudo mentira. Nem sei como me perguntam uma coisa dessas! É a maior piada que ouvi na minha vida. Tive de chegar a esta idade para me ver envolvida nestas mentiras.  Estes escândalos, mentiras... É tudo irreal.

José Castelo Branco – Esta­mos chocados! É tudo mentira! Estarem a envolverem-me num escândalo destes, uma pessoa de igreja, de comunhão?! Sou a pessoa mais pudica que há! Não me podem apontar nada em relação à minha sexualidade. E a Betty é uma senhora!

– Já foram notificados pela polícia para serem testemunhas neste caso?

Betty – Sou testemunha do quê? Não tenho nada para dizer sobre estas mentiras.

José – Não sei que processo é esse! Nem fui contactado, seja pela justiça ou pelo jornalista que escreveu a matéria. Se querem fazer mal a alguém, façam-no a mim, mas poupem a minha mulher! Estou doente com tudo isto. E o que querem? Querem matar a Betty?

– Segundo o JN, estas orgias foram documentadas, tendo o José sido filmado e a Betty fotografada...

– Não pode estar nada filmado, porque não existe filme de pouco vergonha nenhuma, porque nunca fizemos uma coisa dessas!

Betty – Com a tecnologia que há hoje é muito fácil manipular-se

fotos. Não posso acreditar na quantidade de rumores que já inventaram. Eu envolvida em escândalos desses? Eu mal consigo andar, não entendo porque me envolvem nesta mentira.  Estive meses na cama, sem me mexer... Tenho de vir para este país para ver o meu nome envolvido neste lixo?

– Mas sabem quem é esta mulher que era alegadamente forçada pelo marido a entrar em orgias violentas?

José – Depois desta notícia sair tentei saber quem são. E acho que já sei, mas é apenas uma suspeita, porque ainda não tenho certezas. Acho que é um casal que conheci penso que em 2006, no Algarve. Penso que ele é irmão de uma amiga minha da época. Ele e a mulher queriam conhecer-me, foram ter comigo ao Algarve e levaram-me uma salva de prata. Falei com eles e até fiz um makeover à senhora, que pa­recia uma coitadinha. Jantámos nesse dia e pronto. Passado algum tempo, o senhor manda-me uma foto sua, indecorosa, que apaguei imediatamente. A partir desse momento nunca mais atendi telefonemas desse senhor! Mas agora eu tenho culpa do que ele fazia com a mulher?!

– Mas se dizem que é tudo mentira, porque é que acham que surgiu este escândalo sexual?

– É uma coincidência tão grande surgirem no dia em que a minha rubrica vai para o ar! Toda a gente sabe a minha conduta, tenho uma vida transparente. Dizem que isso acontecia em hotéis e a única altura em que estivemos em hotéis foi quando a nossa casa esteve em obras e fomos durante três meses para o Ritz. E também estive em outro hotel quando regressei de Nova Iorque, porque não tinha quem me ajudasse com a casa. Nunca estive em nenhum hotel em Cascais.

Betty – É muita coincidência estas notícias surgirem precisamente no dia em que a rubrica do Zé estreia! Nada disto faz sentido. Penso que tudo isto foi motivado por ciúmes do Zé. O Zé vai à igreja, reza mais de duas horas por dia, o que querem mais?

José – Este escândalo é horrível! Chega!

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras