Nas Bancas

Rita Pereira: "Aprendi com a vida a não pensar no futuro"

Dois meses e meio depois da trágica morte de Angélico Vieira, e após notícias de um eventual namoro com o vocalista dos Expensive Soul, a atriz e apresentadora, de 29 anos, garante que continua solteira e confessa que precisa de descansar.

Redação CARAS
23 de setembro de 2011, 18:25

Aos 29 anos, Rita Pereira é uma mulher diferente. A bem ou a mal, a vida encarregou-se dessa mudança. E, no entanto, apenas oito anos separam a menina que se tornou conhecida com a série juvenil Morangos com Açúcar e a mulher madura que recentemente apresentou em direto um programa de televisão que percorreu todo o país, Canta Comigo. Com essa metamorfose, a atriz ganhou vantagem sobre a verdadeira Rita, que hoje se esconde bem atrás dos papéis que encarna perante os jornalistas. E foi no papel de nova embaixadora do Alentejo que Rita falou à imprensa num evento realizado em Tróia durante o último fim de semana. Como tal, não deu margem a emoções e sentimentos nem a desmentidos ou confirmações sobre o que se tem publicado sobre a sua vida pessoal. Nomeadamente as notícias que lhe atribuíram um novo namorado.De fora da conversa ficou, por exemplo, a forma como tem lidado com as saudades de Angélico Vieira. Dois meses e meio após a trágica morte do cantor, sabe-se, apenas, que tem sido a trabalhar que Rita tem feito o luto, como ela própria declarou à CARAS em julho: "O carinho do público tem-me ajudado a ultrapassar a dor. É maravilhoso sentir uma plateia aquecer o meu coração."
Recentemente, Rita foi fotografada em clima de grande cumplicidade com António Pereira, vocalista dos Expensive Soul, e sugeriu-se que este seria o seu novo namorado. Por isso, as perguntas impunham-se: 'Rita, está solteira?' "Já respondi várias vezes que sim, estou solteira." 'Mas não lhe apetece voltar a apaixonar-se e viver um grande amor?' "Não vou entrar por aí... Mais alguma pergunta?" 'É uma mulher feliz?' "Sinto-me muito bem no Alentejo."
As várias insistências dos jornalistas esbarraram sempre no mesmo sorriso. Por saber ficou, também, qual a reação às notícias que garantiam que a atriz e Angélico Vieira tinham reatado o namoro e que planeavam viver juntos. Sem responder diretamente, deixou apenas um desabafo: "Esse tipo de notícias já não me deixa triste. Agora, já não..."

Nos 15 minutos em que falou com a Imprensa, apenas dois temas mereceram respostas alargadas: a sua vida profissional e o facto de ser uma das novas embaixadoras do Alentejo, ao lado de Alexandra Lencastre, Margarida Marinho e Paula Lobo Antunes, entre outras figuras públicas. "Sempre que preciso de descansar ou preciso de um local com muita paz, gosto de vir até ao Alentejo, onde vários amigos têm casa. Gosto particularmente de toda a região litoral, uma vez que adoro campo e praia. E agora vou começar a vir ainda mais vezes, porque a minha irmã está cá a viver", explicou a atriz.Ainda sem data para terminar as gravações da novela Remédio Santo, em que interpreta Helena, a atriz confessa que precisa de "descansar". Quanto aos próximos passos, assegura: "Aprendi com a vida a não pensar no futuro e a concentrar-me no presente. É isso que vou fazer." O presente, esse, faz-se com a felicidade de estar a conquistar novos públicos: "Tenho cada vez mais fãs acima dos 20 anos, e isso dá-me uma responsabilidade acrescida." Mais à frente na conversa, acrescenta ainda: "No Canta Comigo senti que as pessoas estão ao meu lado. Estão ali para me apoiar e não para me julgar. Tudo isso faz-me sentir bem e com vontade de retribuir o carinho recebido."
Ao contrário dos restantes embaixadores, que usufruíram de todo o fim de semana em Tróia, Rita Pereira apenas participou no jantar onde foram entregues os diplomas aos novos representantes do Turismo do Alentejo, tendo regressado a Lisboa nessa mesma noite, uma vez que no dia seguinte apresentava, em direto, a final do Canta Comigo, que durante várias semanas a levou por diversas cidades de norte a sul de Portugal. "Foi uma experiência muito positiva. Adorei apresentar este programa e até tenho pena que acabe. Todos sabem que adoro música e o formato ajudou-me imenso. Neste programa, todos puderam ver a Rita mulher", comentou ainda, a rematar a conversa.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras