Nas Bancas

Lily Allen

Lily Allen

Getty Images

Lily Allen desabafa: "Eu poderia ter morrido jovem como a Amy [Winehouse]"

A cantora britânica recordou os tempos em que partilhava com Amy Winehouse noites de grandes excessos.

Andreia Guerreiro
11 de setembro de 2011, 14:45

Hoje Lily Allen leva uma vida saudável, mora no campo com o marido, Sam Cooper, e está grávida de sete meses. Mas a cantora britânica, de 26 anos, reconheceu recentemente durante uma entrevista ao Evening Standard que a sua vida poderia ter tido um fim trágico com o de Amy Winehouse, que foi encontrada morta no seu apartamento de Londres no passado mês de julho, com apenas 27 anos. "Senti-me muito triste. Sai muitas noites com a Amy e sei exatamente como as coisas aconteciam. Na verdade, quando a Amy morreu recebi várias mensagens escritas de amigos a dizerem que estavam felizes por eu ainda estar viva. Por eu não ter morrido também. É tão fácil ser apanhado naquela loucura e eu conto as minhas estrelinhas da sorte por ter sido suficientemente forte para fugir", contou Lily Allen.

De momento, a cantora britânica só pensa em ter uma vida o mais tranquila possível, de forma a levar a gravidez até ao fim, já que em 2008, quando ainda namorava com Ed Simons, sofreu um aborto espontâneo e, no passado mês de novembro, pouco antes de ficar noiva de Cooper, voltou a viver o mesmo drama. "Nesta gravidez, especialmente depois do que me aconteceu da última vez, estou numa fase em que penso que é a única vez na vida em que posso permitir-me não fazer nada", explicou.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras