Nas Bancas

Pimpinha Jardim e Francisco Spínola: "O próximo passo é o casamento"

Apesar de já se sentirem casados, pois assumiram o maior dos compromissos, um filho, querem oficializar a relação.

Joana Carreira
26 de agosto de 2011, 10:21

Desde que Pimpinha Jardim Leitão, de 27 anos, e Francisco Spínola, de 31 anos, foram pais de Francisco, há um ano e cinco meses, que a vida dos dois passou a fazer ainda mais sentido. Juntos no amor e no trabalho, Pimpinha e Francisco garantem que encontraram a fórmula certa para aquilo que consideram ser a relação perfeita para ambos.
A passarem o verão no Algarve por motivos profissionais - Pimpinha gere a zona vip do Meo Spot Summer Sessions e Francisco coordena os relações-públicas e os promotores do mesmo espaço -, o casal esteve com a CARAS e contou que apesar de não serem românticos, se preocupam em cuidar da relação.

- Mudaram-se para o Algarve e trouxeram o Francisco. Como está a ser gerir essa parte profissional com a responsabilidade da paternidade?
Pimpinha - Está a correr lindamente. Ele primeiro esteve em casa da minha mãe e da minha sogra e só veio para ao pé de nós há poucos dias. E cá tem estado com a tia Xenica, que adora. Está ser bastante tranquilo e tem sido muito bem gerido.

- Apesar de estarem habituados a trabalhar juntos, aqui estão 24 horas sobre 24 os dois. Como gerem isso enquanto casal?
Francisco Spínola - Está a correr bem. O trabalho é muito intenso, praticamente não nos cruzamos. Cada um está a fazer a sua coisa e só estamos juntos quando chegamos a casa.
Pimpinha - Realmente já estamos ha-bituados a trabalhar juntos e respeitamos muito o espaço um do outro.

- Como têm vivido a experiência da paternidade?
- Muito bem, está a ser maravilhoso. Acho que até se ser mãe não se entende o que as outras mães nos dizem. Por isso, para mim foi tudo uma novidade e muito melhor do que aquilo que pensava.
Francisco - Só quando o bebé nasce nos apercebemos de que tudo muda e que temos de começar a fazer outro género de coisas e a ajudar a mãe, que tem inevitavelmente um papel de maior destaque.

Pimpinha Jardim e Francisco Spínola
Pimpinha Jardim e Francisco Spínola
Luís Coelho
- Isso quer dizer que a Pimpinha passa mais tempo com o Francisco?

Pimpinha -
Sim, mas eu também quis tirar um ano para ser mãe a tempo inteiro. Por isso, eu tomo mais conta dele e o Francisco ajuda.

Francisco -
A mim coube-me a parte boa, a da brincadeira [risos]. Ainda agora estive uma hora com ele na piscina e são momentos muito bons.


- Sentem que se tornaram pessoas diferentes depois de terem sido pais?

Pimpinha -
Hoje sou completamente diferente do que era antes de ser mãe. Agora acabou-se a irresponsabilidade. Agora temos uma pessoa 100% dependente de nós.

Francisco -
Este projeto foi o exemplo disso. O Francisco foi a nossa principal preocupação quando aceitámos este desafio.


- E tempo a dois, existe?

Francisco -
Claro que sim, fazemos alguns fins de semana a dois e deixamo-lo com a minha mãe, a tia
Xenica
ou a tia
Cinha
. Agora temos uma vida familiar, mas continuamos a cuidar um do outro.

Pimpinha -
Graças a Deus temos muita ajuda familiar e isso faz com que dê para termos tempo para os dois. E também, quando não estamos a trabalhar, queremos é estar com ele.


- Essa forma que têm de cuidar um do outro passa pelo romantismo?

Francisco -
Não sou romântico, a Pimpinha também não e as únicas surpresas que fazemos um ao outro têm a ver com viagens, algo de que ambos gostamos muito.

Pimpinha -
Somos muito práticos no dia a dia e não gostamos de complicar. Para mim, ser romântico leva a certo tipo de complicações que o nosso dia a dia não permite.


- E casarem-se, faz parte dos vossos planos?

-
Já nos sentimos casados, pois já temos o maior compromisso de todos, um filho, mas claro que um dia isso acontecerá.


- E ter mais filhos?

-
Também, mas talvez só depois do casamento. Se tudo correr como planeado, o próximo passo será o casamento.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras