Nas Bancas

São José Correia

São José Correia

Elite Lisbon

A escolha de... São José Correia

Queria seguir Direito, mas, para ultrapassar a timidez, começou a ter aulas de teatro. O seu talento não passou despercebido e hoje não lhe falta trabalho enquanto atriz.

Joana Carreira
14 de agosto de 2011, 19:34

É a mais nova de quatro irmãos. Descendente de madeirenses, São José Correia ainda chegou a viver dois anos na ilha, mas foi em Lisboa que traçou o seu percurso pessoal e profissional. O seu talento para a arte de representar foi descoberto pela atriz Luísa Cruz, professora de teatro na escola que frequentava. Tirou o curso de Formação de Actores na Companhia de Teatro de Almada, onde iniciou a sua carreira, tornando-se presença assídua em novelas e peças teatro. A atriz, de 36 anos, acabou de gravar o filme Até que a Vida nos Separe, realizado por Jorge Queiroga, e está a preparar um espetáculo de teatro com o encenador Rogério de Carvalho, que deverá estrear em 2012.

O Livro
"És um Animal, Viskovitz"
É um primeiro livro do biólogo Alessandro Boffa, que se atreve, com especial sentido de humor, a analisar o comportamento humano na busca do parceiro ideal, aquele que está sempre longe, mas num contexto animal, não humano, cheio de metamorfoses. Muito curioso.

O Filme
"O Abandonado", de Adis Bakrac
Um filme tocante e simples sobre o universo real das crianças que são fruto das violações ocorridas durante a guerra na Bósnia, na década de 90. Através da personagem, Alen, um menino de 13 anos que vive para encontrar a mãe, percebemos a profunda injustiça desta guerra.

O CD
"Caminando", de Chambão
Maria Del Mar Rodriguez
é a alma e voz deste novo som flamenco, flamenco chill. Uma voz fascinante e dramática, que nos contagia a cada doce palavra. Caminando contém todos os trabalhos gravados entre 2001 a 2006. Simplesmente encantador.

A Viagem
Costa Rica
Um pequeno país da América Central, onde se encontra 5% da biodiversidade do mundo. Uma viagem em que me senti sempre como se estivesse num documentário da National Geographic. Mas o mais incrível neste país é o facto de não haver exército. Um país onde se respira paz. Uma viagem a repetir.

A cidade
Lisboa
Uma cidade cheia de luz, banhada pelo maravilhoso Tejo. Cheia de história, repleta de pessoas diferentes. De todas as cidades que visitei, e já visitei algumas, Lisboa é a mais sedutora. E sinto-a minha.

O Restaurante
OPAQ
É um restaurante muito bonito, com um ambiente cheio de personalidade, design e bom gosto. A comida é excelente e o serviço faz-nos sentir como se fossemos da casa. Estou sempre com vontade de voltar! E volto sempre!

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras