Nas Bancas

Luís Esparteiro e Vanda Correia: "Entre nós há um sentido de lealdade muito forte"

Juntos há 13 anos e casados há dois, Luís e Vanda complementam-se perfeitamente até nas suas diferenças. O casal aproveitou uma pausa nas gravações da novela da TVI, 'Remédio Santo', da qual Luís é diretor de atores, para passar umas férias em família, junto dos filhos de ambos, Teresa e Luís, e da filha mais velha do ator, Constança.

Joana Carreira
7 de agosto de 2011, 00:36

Apesar de por vezes sentirem que falam línguas diferentes, Luís Esparteiro, de 52 anos e Vanda Correia, de 40, complementam-se perfeitamente até nas suas diferenças. Juntos há 13 anos e casados há dois, o ator e a agente de atores sabem que o tempo em família é precioso e, por isso, as férias têm sempre um sabor especial, como aconteceu durante os dias que passaram no Algarve junto dos filhos, Teresa, de nove anos, e Luís, de cinco, e da filha mais velha do ator, Constança, de 20 anos. Só Guilherme, de 22 anos, não participou neste programa familiar.

- Como correram as férias?
Vanda Correia - Muito bem, foram maravilhosas.
Luís Esparteiro - A Vanda esteve com eles cá em baixo 15 dias e eu só vim esta semana, mas para mim é o suficiente para retemperar forças.

- As férias fazem com que dê para aproveitar mais o espírito familiar...
Luís - Sim, é ótimo. Fazemos vários jogos, brincamos muito juntos e estamos muito mais próximos uns dos outros. São 24 horas por dia juntos e é muito gratificante.

- A Teresa é a vossa filha mais velha e já começa a entrar na fase da pré-adolescência. Como têm lidado com isso?
Luís - Para mim é mais fácil, porque, além de já ter passado pela experiência, sou um pai bastante liberal. A Teresa é muito minha companheira e todas as atividades radicais de que eu gosto ela faz comigo. Ainda hoje de manhã foi fazer a sua estreia na caça submarina.
Vanda - Para mim também já não é novidade, pois passei pela fase da pré-adolescência com o Guilherme e a Constança. E a Teresa é muito sossegada.

Luís Esparteiro e Vanda Correia: "Entre nós há um sentido de lealdade muito forte"
João Lima


- Eles tomam conta um do outro de forma a que vocês já tenham tempo a dois, ou são ainda muito dependentes?

Luís -
Ainda são muito dependentes, principalmente o Luís, da mãe, mas é recíproco [risos].


- E terem mais filhos, faz parte dos planos?

Vanda -
Não, está fora de questão. Já temos quatro e acho que é um número muito simpático.


- Luís, os seus filhos mais velhos têm alguma diferença de idade dos mais novos. Deve ser muito gratificante ser pai em idades tão diferentes...

-
É verdade e é bastante diferente. Com os mais novos tenho uma maneira de estar e vivência diferentes, devido à maturidade que não tinha quando os outros eram pequenos.


- Mas é um pai mais presente com os mais novos do que foi com os mais velhos?

-
Quando o Guilherme tinha quatro anos e a Constança dois, separei-me e, aí, necessariamente, tive algumas ausências e foi complicado. Claro que por isso não os acompanhei tanto como acompanho os mais novos.
Luís Esparteiro e Vanda Correia: "Entre nós há um sentido de lealdade muito forte"
João Lima



- Já estão juntos há 13 anos, qual é o segredo do sucesso? Personalidades parecidas?

Luís -
Não, nem pensar, somos completamente diferentes [risos]! A nossa relação baseia-se em pilares muito fortes. Além do amor, temos uma amizade grande e muito respeito mútuo. Entre nós há também um sentido de lealdade muito forte.


- Quando assumem que são muito diferentes, em que é que se vê essas diferenças?
Vanda -
Em tudo! O Luís gosta de coisas mais radicais, eu odeio. Às vezes conversamos e não percebemos sequer a linguagem um do outro e temos de clarificar tudo.

Luís -
Eu falo português, a Vanda às vezes inventa uma linguagem que eu não percebo, precisava de um tradutor [risos]!
Luís Esparteiro e Vanda Correia: "Entre nós há um sentido de lealdade muito forte"
João Lima



- E como conseguiram encontrar um equilíbrio?

Luís -
No começo zangávamo-nos quase dia sim, dia não.

Vanda -
Acho que é porque gostamos muito um do outro e esforçamo-nos para conversar, para nos entendermos. Temos os mesmos princípios, e naquilo em que divergimos, cada um a seu tempo dá lugar ao outro.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras