Nas Bancas

Renato Seabra

Renato Seabra

AP

Renato Seabra poderá cumprir parte da pena em Portugal

O advogado do jovem, David Touger, apresentou um requerimento para ter acesso aos relatórios médicos do hospital onde Seabra esteve internado.

Joana Carreira
5 de agosto de 2011, 13:35
Renato Seabra,
que está a ser julgado pela homicídio do cronista social
Carlos Castro
, poderá cumprir parte da pena em Portugal, caso seja provada a insanidade mental do antigo modelo no momento do crime. Após mais uma audiência no Tribunal de Nova Iorque, realizada ontem, o advogado de Seabra,
David Touger
, revelou que parte da pena poderá ser cumprida em Portugal,
"se o juiz assim o determinar"
.
"Como não é cidadão americano, tudo é possível"
, afirmou.


Touger declarou que vai apresentar, na próxima audiência, no dia 7 de setembro, um requerimento para ter acesso aos exames médicos que a acusação possa vir a requerer. Durante a audiência, Renato Seabra assinou um consentimento para a acusação ter acesso aos relatórios médicos elaborados nos hospitais Belevue e Roosevelt, onde foi observado, bem como da prisão de Rikers Island, em Nova Iorque, onde está detido.


No entanto, não existem, de momento, quaisquer possibilidades de um acordo.
"Não existem nenhum tipo de conversações para o efeito. Vamos avançar com a nossa tese baseada na insanidade mental do acusado na altura do crime"
, disse Touger, no final da sessão.


Sobre o atual estado psicológico do jovem, o advogado afirmou que,
"dentro das circunstâncias, está bem, está a ser bem tratado"
. David Touger acrescentou ainda que Renato Seabra divide uma cela no estabelecimento prisional de Rikers Island, sem adiantar o número de reclusos.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras