Nas Bancas

Pedro Cunha

Pedro Cunha

Brice Hardelin

A escolha de... Pedro Cunha

Depois de ter integrado o elenco da série espanhola 'Arrayán', o ator, de 30 anos, está de regresso a Portugal para participar na nova novela da SIC, 'Rosa Fogo'.

Joana Carreira
24 de julho de 2011, 19:52

Estreou-se em televisão em 1997, com a série Riscos, à qual se seguiram participações em várias séries e curtas e longas-metragens, nomeadamente O Cônsul de Bordéus e Assalto ao Santa Maria, ambas realizadas por Francisco Manso.
Depois de ter passado uma temporada em Espanha a gravar para a série Arrayán, emitida pelo Canal Sur, Pedro Cunha está de volta à televisão portuguesa na pele do jovem russo Sergei, a personagem que interpreta na telenovela da SIC, Rosa Fogo, cuja estreia está prevista para setembro.

O CD
"Di Korpu Ku Alma", Lura
Um CD cujas músicas me acompanharam numa das fases mais marcantes da minha vida, quando decidi dar os primeiros passos numa carreira internacional. Além do enorme talento, Lura é uma pessoa excecional, tem uma força inspiradora.

O Livro
"Los Renglones Torcidos de Dios"
Este livro, da autoria de Torcuato Luca de Tena, foi o primeiro que li em castelhano quando decidi que queria trabalhar em Espanha e queria ter contacto com a língua. Foi uma surpresa agradável. A história prendeu-me até à última página. Ainda hoje o guardo com um enorme carinho.

O Restaurante
Baralto
Um restaurante pequeno e acolhedor situado na Rua do Diário de Notícias, no coração do Bairro Alto. Alia a típica cozinha portuguesa, de fazer crescer água na boca, a um ótimo atendimento e um ambiente descontraído e simpático. Um espaço onde sempre me senti bem recebido, o que o torna num dos meus restaurantes de eleição.

O Bar
Urban Beach
Gosto de lá ir especialmente no verão e desfrutar da vista que tem sobre o Tejo.

O Espetáculo
"Chicago"
Surpreendeu-me quando o vi em Londres, há uns anos. Recordo-me que, ao fim de alguns dias, ainda me sentia contagiado pelo que tinha visto e ouvido naquele espetáculo.

O Filme
"O Cisne Negro"
Este filme teve o poder de despertar em mim diversas emoções porque fala de arte, da paixão que se tem por uma carreira artística, de perseverança, de perseguir um objetivo e lutar por aquilo que se quer.

A Viagem
Fuerteventura, Canárias
Uma ilha especial devido às suas montanhas vulcânicas e às cerca de 150 praias, muitas delas desertas. Já lá estive algumas vezes e certamente voltarei. Ideal para recarregar baterias.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras