Nas Bancas

users_0_10_maria-jose-nogueira-pinto-729b.jpg

Familiares e amigos no último adeus a Maria José Nogueira Pinto (fotogaleria)

A deputada morreu esta quarta-feira, 6 de julho, vítima de cancro do pâncreas.

Andreia Guerreiro
8 de julho de 2011, 12:19



FOTOS:
Hugo Correia / Tiago Caramujo

Dezenas de pessoas marcaram presença esta quinta-feira na última homenagem a Maria José Nogueira Pinto, que morreu ontem, aos 59 anos, vítima de cancro no pâncreas.

Várias personalidades da política nacional marcaram presença na eucaristia que se celebrou pelas 14 horas, na capela da sua residência em Lisboa, e enalteceram a personalidade da deputada independente eleita pelo PSD, descrevendo-a como sendo um "exemplo", uma pessoa "solidária", "generosa" e de "muita fé".

"Foi uma pessoa que teve um percurso cívico e político que nos merece o maior respeito e a maior saudade", afirmou Assunção Esteves, presidente da Assembleia da República.

Já o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho salientou o facto de a deputada nunca ter baixado os braços apesar das dificuldades impostas pela doença. "Vim prestar tributo a uma pessoa que admirava muito. Ao longo da sua vida foi uma mulher de grande caráter, uma pessoa com grande sentido de serviço público, de missão pública. Conhecem todos as circunstâncias em que foi surpreendida por uma doença que a levou e sabem que quis, apesar de tudo, cumprir sempre as suas obrigações, inclusive as políticas, que desempenhou de forma exemplar", disse o líder do PSD.

"Tinha muita consideração por ela. Acho que foi uma mulher de grande inteligência e sensibilidade, muito fiel às suas ideias, e lutou até ao fim com uma coragem", acrescentou ainda Maria Barroso.

O funeral seguiu depois para A-dos-Negros, Óbidos.


Maria José Pinto da Cunha Avilez Nogueira Pinto nasceu em 23 de março de 1952. Licenciada em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, foi Provedora da Santa Casada Misericórdia de Lisboa, diretora da Maternidade Alfredo da Costa, vice-presidente do Instituto Português de Cinema, subsecretária de estado da Cultura, consultora da Fundação Calouste Gulbenkian, consultora da Merck, Sharp & Dhome na área da responsabilidade social da empresa, presidente do conselho da faculdade de Ciências Médica da UNL e vereadora da Câmara Municipal de Lisboa, tendo ocupado entre 2005 e 2007 a pasta da Habitação Social.
Apoiante de Pedro Passos Coelho, Maria José Nogueira Pinto foi eleita como deputada independente nas eleições de 5 de junho.

Maria José Nogueira Pinto foi casada durante 39 anos com Jaime Nogueira Pinto, com quem teve três filhos, Eduardo, de 38 anos, Catarina, de 35, e Teresa, de 27. A deputada era a mais nova de três irmãs, sendo a do meio Maria João Avillez, jornalista, e a mais velha Maria da Assunção Avillez, especialista em moda e imagem, escritora e fotógrafa, colaborando inclusivamente com a CARAS.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras