Nas Bancas

angelico-vieira-3508.jpg

Angélico Vieira em morte cerebral

O cantor e ator foi dado como clinicamente morto. O óbito deverá ser declarado ainda hoje.

Redação CARAS
28 de junho de 2011, 15:00

O Hospital de Santo António deverá confirmar hoje a morte do cantor e ator Angélico Vieira, de 28 anos, que estava ali internado na Unidade de Cuidados Intensivos desde sábado, na sequência de um grave acidente de viação. Esta tarde a equipa médica confirmou a morte cerebral de Angélico.

Sandro Milton Vieira Angélico nasceu em Lisboa no dia 31 de dezembro de 1982. Começou a trabalhar como modelo aos 21, enquanto frequentava o 3.º ano do curso de Gestão de Empresas. A entrada no elenco da série Morangos com Açúcar abriu-lhe as portas da fama, que conheceu verdadeiramente ao integrar a banda D'Zrt. "Foram três anos cheios de sucesso em que venderam milhares de discos, com espetáculos de norte a sul do país, passando pelas salas de espetáculo mais emblemáticas e arrastando consigo uma legião de fãs" diz o site oficial do cantor.Depois, Angélico tentou uma carreira a solo, lançando em 2008 o primeiro álbum, Angélico.

Angélico preparava-se precisamente para apresentar o seu novo trabalho este fim de semana, quando sofreu o acidente de automóvel que vitimou também outro dos três amigos que com ele seguiam no carro, Hélio Danilson Filipe, de 25 anos, que foi cuspido do automóvel e imediatamento atropelado por um veículo que seguia atrás. Outra das passageiras, Armanda Monteiro, ficou gravemente ferida e continua internada no mesmo hospital com prognóstico reservado. O quarto ocupante do carro, Hugo Mendonça Pinto, o único que levaria cinto de segurança, sofreu apenas ferimentos ligeiros. Perto da família de Angélico Vieira durante estes dias esteve a atriz Rita Pereira, que foi namorada do cantor durante quatro anos - a relação terminou no início de 2009 - e continuava a manter com ele uma relação de amizade.


FOTOS:


Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras