Nas Bancas

Desfile de elegância e 'glamour' em noite de sorrisos e aplausos

Muitas caras conhecidas assistiram à estreia da nova peça de Filipe La Féria, 'Flor do Cacto', no Teatro Politeama, em Lisboa.

Joana Carreira
27 de junho de 2011, 15:01

A passadeira vermelha estendida no longo da Rua das Portas de Santo Antão já antevia uma noite repleta de charme e elegância. O que veio a confirmar-se assim que os convidados, vestidos em tons de vermelho e preto, começaram a chegar num desfile de carros antigos.

Eunice Muñoz e Camilo de Oliveira
Eunice Muñoz e Camilo de Oliveira
Paulo Jorge Figueiredo
Foi desta forma, glamorosa e perante uma plateia de centenas de amigos, que
Filipe La Féria
estreou a comédia
Flor do Cacto
, no Teatro Politeama, em Lisboa. A peça, que conta com
Rita Ribeiro
e
Carlos Quintas
nos principais papéis, proporcionou sonoras gargalhadas e momentos de pura descontração.


Luís Borges e Eduardo Beauté
Luís Borges e Eduardo Beauté
Natacha Brigham
"Diverti-me imenso e houve alturas em que até me esquecia onde estava e já me ria sozinha por tudo e por nada, tal era a boa disposição presente na sala"
, partilhou
Serenella Andrade
.


Hugo Rendas, Rita Ribeiro, Carlos Quintas e Patrícia Resende
Hugo Rendas, Rita Ribeiro, Carlos Quintas e Patrícia Resende
Paulo Jorge Figueiredo
Adepto de todas as versões de comédia e teatro,
Joaquim Monchique
acredita que esta peça será mais um sucesso de bilheteira:
"Tenho uma ligação muito afetiva com este teatro e estes atores. Estou a divertir-me imenso e tenho a certeza de que esta peça vai ser um sucesso."

Paula e Ruy de Carvalho
Paula e Ruy de Carvalho
Paulo Jorge Figueiredo
Também
Cinha Jardim
, que aproveitou a ocasião para passar o serão com a irmã
Kanysha Jardim
, recém-chegada do Brasil, contou o quanto se divertiu:
"Achei esta peça fantástica, divertidíssima, intemporal e real. É sempre bom fazer programas em família, mas a minha irmã já está farta de me ouvir falar, diz que está quase com um esgotamento
[risos]."


Zeinal Bava e a mulher, Fátima
Zeinal Bava e a mulher, Fátima
Paulo Jorge Figueiredo
Ruy de Carvalho
, que representou esta mesma peça há 42 anos, em África, ao lado da malograda
Laura Alves
, acabou assim por recordar outra época da sua vida:
"Eu fazia de Juju e hoje tive muitas recordações daqueles tempos, embora a peça esteja muito diferente. Está muito bem encenada, divertida e com um espírito de comédia acelerado."

Joaquim Monchique
Joaquim Monchique
Paulo Jorge Figueiredo
No final de quase duas horas de espetáculo, Filipe La Féria não escondia a sua satisfação:
"É um género teatral diferente daquele a que estou habituado, embora já tivesse encenado outras peças de comédia, mas pelas palmas e gargalhadas espontâneas do público, acho que deliraram. Esta peça é um dos clássicos da comédia do século XX e contou com grandes interpretações. Estou bastante satisfeito com este trabalho e acho que nesta fase de crise as pessoas precisam de explorar o lado feliz da vida."

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras