Nas Bancas

Merche Romero, a dias de ser mãe: "Eu e o Tó estamos ansiosos por ter o António connosco"

A apresentadora contou à CARAS como ela e o namorado, Tó Pereira, têm vivido estes meses.

Joana Carreira
8 de junho de 2011, 10:24

O nascimento do primeiro filho de Merche Romero e Tó Pereira está iminente, mas é com tranquilidade que a manequim espera por António. Conhecida pela sua personalidade expansiva e impulsiva, a apresentadora de televisão, que não renega o seu sangue espanhol, vive agora um período mais sereno, que atribui à estabilidade que conquistou ao lado do namorado, o também conhecido DJ Vibe. Aos 34 anos, Merche mostra o seu lado mais doce quando fala do filho e dos quatro anos de vida em comum com Tó Pereira, a quem não poupa elogios.

- Como tem vivido estes meses?
Merche Romero - Muito bem! Tenho-me dedicado à gravidez e, apesar de estar um pouquinho mais moderada, continuo bastante ativa.

- Foi uma gravidez programada?
- De maneira nenhuma, daí o turbilhão de emoções. Há muito tempo que ser mãe fazia parte dos meus planos, mas a verdade é que ainda não tinha tentado. Quando soube que estava grávida, fiquei surpreendida. Questionei tudo. Mas nada é por acaso e foi Deus que quis assim. Tenho 34 anos, a idade certa para ser mãe. O resto? Vai correr tudo bem!

Merche Romero
Merche Romero
Joaquim Norte de Sousa

-
No fim de 2010, a Merche e o Tó estiveram um tempo separados. Entretanto, soube-se que estava grávida. Foi este filho que vos uniu?

- Um filho, ou une ou afasta totalmente um casal, e fico muito feliz por sentir que este filho me veio unir ainda mais ao meu companheiro, grande amigo e namorado. Mas adianto que na passagem de ano já estávamos juntos. Entretanto, o Tó teve de ir ao Brasil, e foi nessa altura que soube que estava grávida. Foi muito bonito na mesma. Quando as pessoas se amam, mesmo que estejam separadas, preocupam-se sempre uma com a outra. E nós sempre nos preocupámos muito um com o outro, mesmo assumindo que precisávamos de um tempo. A nossa relação não estava a funcionar e resolvemos separar-nos, mas rapidamente percebemos que afastados também não estávamos bem. E agora estamos ansiosos por ter o António connosco.


-
Mudou muito como pessoa desde que está com o Tó?

- Ao longo destes quatro anos, temos amadurecido o sentimento que nos une. Não gosto de monotonia na minha vida, mas gosto de estabilidade. Como gosto de revolução. O Tó é a minha balança e eu sou o turbilhão dele. Ele, como DJ, anima as festas, e eu animo-lhe a vida. Ele é extremamente reservado, mas tem um espírito jovem, é muito divertido, educado e
gentleman
. Mas eu também me considero uma boa mulher e companheira. Funcionamos muito bem juntos. Temos planos para o futuro e é muito gratificante quando dois se tornam um. Acima de tudo, eu e o Tó somos amigos. Ele ajudou-me a ver a vida de outra maneira. Sempre fui muito dada e aprendi a reservar-me, porque sofro horrores quando me desiludem. Ele tem mais dez anos do que eu e já viveu muita coisa, por isso ajuda-me a crescer. Sou mais feliz agora, estou mais serena e tranquila.

Merche Romero
Merche Romero
Joaquim Norte de Sousa

-
Depois do António, gostaria de ter uma menina?

- Para começar, vem aí um rapaz, mas também quero ter uma menina. Além disso, não quero ter um filho único. Tenho irmãos e acho que são fundamentais para a nossa vida.


-
Sempre foi magra e cuidadosa com o corpo. Com a gravidez engordou 14 quilos. Como tem lidado com as mudanças físicas?

- Só este mês é que senti o peso da gravidez. Continuei a fazer a minha vida normalmente, e como sempre tive cuidado com a alimentação, não precisei de mudar a minha rotina. E não deixei de comer pão, porque adoro comer pão com tudo! Sinto-me muito bem e nunca deixei de me sentir bonita. Quem está ao meu lado sempre me fez sentir bonita, o que é fundamental para uma grávida.


- Há dois meses disse à CARAS que está a curtir a barriga e a gravidez. E agora, a duas semanas do nascimento do António, ainda não se sente ansiosa?

- Sim e não. Ainda não estou farta da minha barriga. Não me sinto mal, nem pesada, nem deixei de fazer nada, mas é verdade que tenho vontade de ver a carinha dele. Quero passar para a fase seguinte. Já estou tão habituada a tê-lo dentro de mim que agora já quero saber como vai ser tê-lo cá fora.


-
Pensa no parto, tem algum receio?

- Nunca fui medricas, mas sou sensível. No entanto, a vontade de que corra tudo bem é tanta que contrario os sonhos e os medos que às vezes aparecem. Sou muito positiva. Sinto-me lindamente!

Merche Romero
Merche Romero
Joaquim Norte de Sousa

- O Tó vai assistir ao parto?

- Não... nem quero. É um momento único, mas não acho que seja um momento único de se ver. É mais de se sentir. Já vi partos, como qualquer mãe fui à internet ver, e é chocante. Não quero que ele veja o meu sofrimento. Isso não faz dele mais homem, nem mais pai, nem me vai ajudar no momento. Basta-me saber que ele está do outro lado da porta. A parte bonita vem a seguir. Quando tiver o António nos meus braços, passo-o com todo o gosto ao Tó.


-
Vai ter o seu filho no Porto, mas já fala em mudar-se para Lisboa...

- Quero ficar os primeiros meses por aqui, mas em Setembro vou voltar para Lisboa. Tenho andado sempre entre as duas cidades, e o Tó anda pelo mundo, portanto, vejo com naturalidade mais este passo. O importante agora é continuar positiva e calma, não me enervar com nada. Mudei a minha vida para que a gravidez corresse bem e a verdade é que resultou. No início, tive picos de humor complicados, provocados pelas hormonas, mas consegui acalmar e ter oito meses bastante tranquilos.


-
Fala com saudades da televisão. Já tem planos para regressar?

- Gostava de voltar a fazer televisão, algo que me preenchesse e fosse mais regular, que não me fizesse sentir dentro e fora. Mas o que tiver de ser será. Já me sufoquei mais com isso do que agora. No início da gravidez todas as indecisões foram muito agressivas, mas hoje estou mais serena. Sou uma mulher de trabalho e não fico parada, portanto, se não for televisão, será outra coisa. Vou tentar fazer um curso de representação, que adiei por causa da gravidez.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras