Nas Bancas

Hélder Rodrigues justifica: "Para se ser romântico é preciso ter tempo"

Aos 32 anos, o motociclista subiu ao pódio do Dakar e partilhou a vitória com a namorada, Mafalda Lourenço.

Joana Carreira
28 de maio de 2011, 16:37

Habituado a posicionar-se bem nas provas em que participa, Hélder Rodrigues, de 32 anos, alcançou o terceiro lugar no pódio do Dakar Argentina/Chile 2011, a melhor classificação de sempre obtida por um português. Foi sobre mais esta vitória, mas também sobre a sua relação de 15 anos com Mafalda Lourenço, de 35, que a CARAS conversou com o piloto de motas.

- Como se sente com a sua ótima classificação no Dakar?
Hélder Rodrigues - Muito feliz, consegui concretizar o meu objetivo! Antes da partida, o Dakar já é uma prova que exige muito, e depois, lá, são 14 dias de competição dura. Acabar já é difícil, quanto mais subir ao pódio...

Hélder Rodrigues
Hélder Rodrigues
Mike Sergeant
- Os seus pais aceitaram facilmente que se tornasse motociclista?

-
No começo nem por isso, mas depois, como ganhei uma posição depressa e já era, de certa forma, independente, não havia muito que eles pudessem fazer. E hoje são os meus maiores fãs.


- Com tanta dedicação às provas, como lhe sobra tempo para a vida pessoal?

-
Julgo que se não tivesse esta vida, até seria mais difícil, pois quando não estou em competição nem a treinar, passo muito tempo em casa e dedico-me totalmente à família.


Hélder Rodrigues
Hélder Rodrigues
Mike Sergeant
- Namora com a Mafalda há 15 anos e vivem junto há três, ela já deve estar habituada às suas ausências...

-
Sim, ela tem vivido comigo a paixão pelas motas desde sempre. Também passamos muito tempo juntos e ela acompanha-me em algumas provas. É imprescindível, com a minha profissão, ter alguém que nos entenda.


- E casarem-se faz parte dos vossos planos?

-
Não é algo em que pense muito, mas se tudo para aí pender, casamo-nos. Neste momento, não faz parte dos nossos objetivos.


Hélder Rodrigues
Hélder Rodrigues
Mike Sergeant
- E filhos?

-
Filhos é a mesma coisa, mas se aparecerem são bem-vindos. Pela minha profissão, esta não seria uma boa altura para tal, pois ser pai implica disponibilidade. Mas assim que a Mafalda quiser... [risos]


- É um homem romântico?

-
Mais ou menos. Para se ser romântico, é preciso ter tempo [risos]. Nos últimos meses não houve muitas oportunidades para romantismos, mas agora vamos ter mais tempo a dois.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras