Nas Bancas

Bárbara Guimarães assume: "Gosto muito de correr riscos"

A apresentadora vai voltar a conduzir a Gala dos Globos de Ouro, a 29 de maio, no Coliseu dos Recreios.

Joana Carreira
27 de maio de 2011, 12:42

Pelo sexto ano consecutivo, Bárbara Guimarães vai voltar a subir ao palco do Coliseu dos Recreios para apresentar a XVI Gala dos Globos de Ouro. Para celebrar esta mão cheia de Globos e o talento nacional, a apresentadora vai desfilar, ao longo da noite, quatro criações assinadas por Ricardo Dourado, Nuno Baltazar, Filipe Faísca e Luís Buchinho, os quatro nomeados para o troféu de melhor estilista. Para complementar o seu visual, Bárbara vai ser maquilhada por Cristina Gomes, penteada por Rui Canento e usará deslumbrantes joias Chaumet.
Num ensaio para preparar a grande noite, a apresentadora aceitou o desafio da CARAS e fez uma produção com modelos dos quatro criadores no Hotel The Oitavos, em Cascais.

Bárbara Guimarães
Bárbara Guimarães
João Lima
- O que é que se pode esperar desta Gala dos Globos de Ouro?

Bárbara Guimarães
- Pode-se esperar muita coisa. Para mim, apresentar esta noite de festa é, no fundo, fazer uma homenagem àquilo que vale a pena. Estes Globos são uma lufada de ar fresco, em que homenageamos o que é português. Portugal vale a pena por estas pessoas, que nos dão tantas coisas em diversas áreas. E posso dizer que vamos ter mesmo o talento nacional em cima do palco.
Portugal Tem Talento
dá o mote a estes Globos. Vamos ter uma abertura espetacular!


Bárbara Guimarães
Bárbara Guimarães
João Lima
- Passados seis anos, apresentar os Globos de Ouro continua a ser um desafio entusiasmante?

- Os Globos de Ouro são sempre uma emoção. Há sempre surpresas, imprevistos, improvisos, mudam-se coisas... Mas é essa dinâmica de acontecimentos-surpresa que faz com que seja divertido e se corram determinados riscos que já fazem parte desta Gala.


- Para além dos nomeados e dos vencedores, o público gosta muito de ver os vestidos que a Bárbara usa...

- Esta ideia de usar vestidos dos nomeados para melhor estilista surgiu há três anos. Estávamos a uns meses dos Globos e em conversa com o então diretor da estação, disse:
"E se fossem os nomeados da moda, com a sua criatividade e imaginação, a fazerem os vestidos? Eu serei um 'cabide' para eles."
É uma forma de promover a moda nacional e os nossos estilistas. E eles têm total liberdade para criarem, tendo em conta, claro, o fator televisão. E é giro como, ao olharmos para os vestidos, já conseguimos perceber de quem são. Está lá a identidade de cada um.


Bárbara Guimarães
Bárbara Guimarães
João Lima
- E que Bárbara vai aparecer em cima do palco do Coliseu dos Recreios? Vai ser uma Bárbara sensual, irreverente, elegante?...

- Voltamos a ter o Filipe Faísca e o Luís Buchinho, que já me conhecem. Em termos de guarda-roupa, o Nuno Baltazar e o Ricardo Dourado são uma novidade. Os vestidos têm a identidade dos estilistas, mas têm um certo arrojo, que não tem sido explorado nas últimas edições. São criações muito diferentes umas das outras. E não vamos ter só o clássico vestido comprido, isso já posso revelar. Sempre que trocar de vestido, vai ser uma mudança radical!


Bárbara Guimarães
Bárbara Guimarães
João Lima
- E veste uma personagem diferente para cada criação?

- A roupa pede uma interpretação do estilo em causa. Neste caso, há vestidos que vão proporcionar uma atitude diferente, no andar, no estar... Agora, a Bárbara não muda, nunca. Quanto mais peripécias forem acontecendo, mais alegre estarei a apresentar.


- Publicamente, a Bárbara é vista como uma das mulheres mais elegantes do país, dona de um estilo irrepreensível. Contudo, isso parece não a inibir na vontade de arriscar e ser ousada, seja em palco ou na forma de vestir...

- Gosto muito de correr riscos. Serão muito poucas as coisas que me assustam na vida. E isso faz parte, também, da forma como vejo a apresentação. A minha empatia com o público passa por transmitir quem eu sou. Quando estou a apresentar, envolvo-me de corpo e alma.


Bárbara Guimarães
Bárbara Guimarães
João Lima
- O programa Portugal Tem Talento revelou uma Bárbara mais divertida, com sentido de humor. Gostou dessa experiência?

- Foi um programa que me deu muita liberdade. Foram noites que nos divertiram imenso! Tinha muita alegria e foi uma aposta ganha da SIC. E adoro estar em direto, gosto da sua verdade e liberdade. Assim, sinto as pessoas que nos acompanham mais próximas.


- O ser novamente mãe ajudou-a a tornar-se mais descontraída?

- Sempre fui muito descontraída. E como mãe também o sou.


- E sabe bem agora parar um bocadinho, ou já tem vontade de abraçar um novo desafio?

- Quero voltar à televisão. Gosto de trabalhar e da diversidade do meu trabalho. Estou prontíssima para um novo projeto, porque energia não me falta, nunca!


Bárbara Guimarães
Bárbara Guimarães
João Lima
- A Carlota está com sete meses e o Dinis com sete anos. Como é que está a ser para si acompanhar estas novas fases da vida deles?

- Está a ser ótimo. Neste momento, a Carlota está a reconhecer o mundo, a ver como ele é. Vê as cores, as pessoas... Observa muito. E o Dinis vai lendo, lendo. Está naquela fase de querer saber tudo, é muito curioso. Nós também precisamos de ter muita energia para os nossos filhos! Como costumo dizer, não me divido, multiplico-me. A energia chega para tudo!

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras