Nas Bancas

António Moura com a filha Rita

António Moura com a filha Rita

Luís Coelho

António Moura chora morte do filho: "Temos muita fé. é ele quem me dá força para continuar a trabalhar"

Ao lado da filha Rita, o empresário conta como tem enfrentado a morte do filho, o cavaleiro Francisco Moura. 

Joana Carreira
11 de maio de 2011, 20:33

Seis meses depois da morte de Francisco Moura - cavaleiro hípico que morreu, aos 26 anos, depois de ter desmaiado e caído de umas escadas em sua casa - o pai, António Moura, admite: "Choro todos os dias, mas a seguir é ele quem me dá força para continuar a trabalhar. É por isso que continuo aqui." A CARAS encontrou o empresário acompanhado pela filha Rita, que também tem sofrido com a perda do irmão. "Temos muita fé e só dessa maneira é que continuamos todos a lutar pela vida. A Rita acaba este ano o mestrado em Design de Interiores, o meu filho Bernardo está a trabalhar no Western United, em Inglaterra, e a minha mulher [Fernanda]continua a trabalhar com muita competência, como é hábito dela. Eu tenho um grande projeto este ano, que é fazer o Campeonato da Europa de Juventude, que vai ser na Comporta, de 4 a 10 de junho. É o Francisco quem me dá ânimo para seguir em frente com estes projetos", revelou António, acrescentando: "É mais ou menos dessa forma que tento ocupar os meus tempos livres, passando tudo aquilo que aprendi com o Francisco aos jovens cavaleiros que ele acompanhava. O Francisco e eu crescemos juntos dentro do mundo do hipismo. Aprendi muito com ele, com os erros que cometi com ele, e agora tento que os pais dos seus antigos alunos não os cometam."

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras