Nas Bancas

Lindsay Lohan

Lindsay Lohan

Getty Images

Lindsay Lohan condenada a trabalhar na morgue

Depois de ter sido detida por furtar um colar, a atriz foi condenada a 480 horas de serviço comunitário.

Joana Carreira
27 de abril de 2011, 14:32
Lindsay Lohan
não se livra das polémicas relacionadas com a sua vida boémia. Depois de ter sido acusada de furtar um colar de um joalharia em Venice Beach, Califórnia, a atriz, que se declarou inocente, foi condenada a realizar 480 horas de serviço comunitário, 120 das quais numa morgue, em Los Angeles. A protagonista de
Giras e Terríveis
terá que despejar os caixotes e apanhar o lixo, limpar o chão, bem como limpar as janelas do Instituto de Medicina Legal.
"Vai ser tratada como qualquer voluntária, terá que limpar as instalações"
, afirmou o assistente do responsável pelo local
Ed Winter
, ao jornal
Los Angeles Times
.


As restantes 360 horas de trabalho comunitário sentenciadas pela juíza
Stephanie Sautner
serão passadas num centro de mulheres num dos bairros mais pobres de Los Angeles, a partir da próxima semana e durante um ano.


Não é a primeira vez que a atriz trabalha na morgue de Los Angeles, já que, em 2007, prestou serviços comunitários no mesmo local.

Recorde-se que as 480 horas de serviço comunitário são também consequência da violação da liberdade condicional que lhe foi imposta em 2007, por conduzir embriagada e sob o efeito de drogas.


*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras