Nas Bancas

Mafalda Quina e José Maria Sá-Chaves: Uma harmonia plena de adrenalina

A "account" numa empresa de comunicação empresarial e o piloto de aviões partilham o gosto pelas emoções fortes, e já começaram a passá-lo às três filhas, Carlota, de sete anos, Caetana, de seis, e Leonor, de três.

Joana Carreira
17 de abril de 2011, 10:15
Mafalda Quina e José Maria Sá-Chaves
conheceram-se há cerca de 12 anos, através de amigos comuns.
"Não foi nada fácil conquistá-la. Ela era um bocadinho o género 'nariz empinado' e fez-se um pouco difícil. Mas foi exatamente por não ser tão fácil como todas as outras mulheres que eu conheci que se tornou minha mulher há nove anos e mãe das minhas três filhas"
, conta o piloto de aviões.


Apesar de terem profissões distintas - Mafalda é
account
de projetos especiais na empresa Marta Aragão Pinto Comunicação Empresarial - e com horários irregulares, o casal garante que vive em perfeita harmonia e explica como faz este casamento funcionar mesmo com três crianças: equilíbrio e sintonia.
"Um dos segredos da nossa relação é estarmos sempre em sintonia nas opções que escolhemos, e quanto mais loucas, melhor. Ele tem uma paixão por carros e velocidades e eu alinho em tudo, vamos ao autódromo experimentar carros, vamos a corridas... Agora queremos experimentar o salto em queda livre. Um diz 'mata' e o outro diz 'esfola'"
, conta Mafalda, divertida. José Maria acrescenta que tanto fazem estes programas com as crianças como sozinhos:
"Tem de haver um equilíbrio. Já incuti nas minhas filhas este gosto pelo desporto motorizado. Elas adoram ir para o autódromo connosco e desde pequenas que vão comigo ver corridas. Chegava a sair de casa de manhã com uma delas, ver a primeira manga, e mudava fraldas nas boxes, e depois vinha pô-la a dormir e levava outra. Nós nunca perdemos nada por causa delas. E se não pudermos ir os dois, há um que cede e depois trocamos. Dificilmente deixamos de fazer alguma coisa por termos três filhos."

Mafalda Quina e José Maria Sá-Chaves com as filhas, Carlota, de sete anos, Leonor, de três, e Caetana, de seis
Mafalda Quina e José Maria Sá-Chaves com as filhas, Carlota, de sete anos, Leonor, de três, e Caetana, de seis
Mike Sergeant
Mafalda e José Maria são pais de
Carlota
, de sete anos,
Caetana
, de seis, e
Leonor
, de três. O piloto diz que adora viver no meio das mulheres e que não sente necessidade de ter um rapaz:
"Como qualquer homem, no primeiro filho gostava que tivesse sido um rapaz. No segundo, pensei: 'se for, tudo bem.' No terceiro já nem sequer pensava nisso. E hoje estou muito feliz por ter três meninas. Ainda no outro dia a Carlota acordou ao pé de mim, abriu os olhos e disse: 'Está aqui o meu príncipe.' É a melhor coisa do mundo. As meninas são mais carinhosas. Não me faz falta nenhuma ter um rapaz quando tenho três filhas lindas e que me acompanham naquilo que eu gosto."
Por vontade de Mafalda, a casa estaria ainda mais cheia de crianças:
"Cá em casa é sempre uma festa. Eu nasci para viver no meio de crianças. Tenho sete irmãos, por isso, estou mais do que habituada a esta confusão. Gostava de poder ter essa confusão cá em casa, de ter mais filhos, mas é complicado. Faço questão de estar presente na vida das minhas filhas, ser eu a dar-lhes banho à noite, o jantar, sentar-me com elas a fazer os trabalhos de casa... Isso, para mim, é que é ser mãe. Mas também me permite ser mulher na altura em que elas estão na escola. E com mais filhos já seria muito complicado gerir tudo. Termos quatro filhos seria perdermos qualidade de vida, nós e eles. Como em tudo na vida, tem de haver equilíbrio."

José Maria Sá-Chaves com as filhas
José Maria Sá-Chaves com as filhas
Mike Sergeant
Durante alguns anos, a
account
decidiu ser mãe a tempo inteiro, e só há cerca de um ano voltou a trabalhar. Uma decisão da qual não se arrepende, até porque criou com as filhas uma ligação muito forte:
"Foi importante retomar a minha vida profissional, porque sou extremamente ativa e dinâmica. Mas foi um período muito bom aquele em que fiquei em casa a cuidar delas. Temos muita empatia, fazemos montes de programas juntas. Sou uma mãe muito presente e galinha em muitas coisas, mas não sou daquelas extremamente preocupadas ou nervosas e temos momentos de pura diversão em que somos como irmãs. Nem sempre sou a imagem da mãe autoritária."
José Maria também se orgulha de ser um pai presente e atencioso, mesmo com os horários irregulares a que a sua profissão obriga:
"Passo muito tempo fora de casa, a voar, mas quando estou cá, estou superpresente. Faço tudo com elas, dou banhos, visto, levo e vou buscar à escola. E isso é fundamental numa relação a dois e com filhos, senão entramos num cansaço extremo que leva a discussões."

Mafalda Quina com as filhas
Mafalda Quina com as filhas
Mike Sergeant
O casal tem tudo muito bem coordenado e planeado:
"Agora já estão as fraldas despachadas, já não há biberões... Por isso é que achamos ideal ter os filhos todos de seguida e o mais cedo possível, para estarmos disponíveis para podermos gozar outras coisas, não só com elas mas também enquanto casal"
, explicou o piloto.


*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras