Nas Bancas

Renato Seabra

Renato Seabra

Reuters

Renato Seabra volta esta tarde a tribunal

O manequim, acusado do homicídio de Carlos Castro, deverá contar com o apoio da família, já que a mãe, a irmã e o cunhado se encontram em Nova Iorque.

Andreia Guerreiro
8 de abril de 2011, 12:34

Três meses depois de ter sido acusado pelo homicídio do cronista social Carlos Castro, Renato Seabra regressa ao Supremo Tribunal de Nova Iorque.

A sessão desta tarde, marcada para as 15h30, hora de Lisboa, servirá para a procuradora, Maxine Rosenthal, refutar as moções apresentadas por David Touger na última vez que estiveram em tribunal, a 4 de março. Nessa audiência, o advogado de defesa apresentou um pedido de suspensão da confissão do homicídio de Carlos Castro.

Segundo o site do Expresso, a próxima sessão deverá ser marcada para o início do mês de maio e só nessa altura será decidido o futuro do processo. David Touger adiantou ainda ao jornal que "nada de especial ocorrerá hoje" e que ainda não tem o relatório psiquiátrico que pediu ao hospital Saint Luke, o primeiro onde Renato Seabra foi assistido no dia do crime, 7 de janeiro.

O modelo de Cantanhede é acusado pelo Ministério Público de Nova Iorque de homicídio em segundo grau e pode incorrer numa pena entre os 25 anos de cadeia e prisão perpétua.

Na sessão desta tarde, Renato Seabra contará, mais uma vez, com o apoio da mãe, Odília Pereirinha. Além disso, esta poderá ser a primeira vez desde o início de todo este processo que vê a irmã e o cunhado, Joana Seabra e José Malta, que também já se encontram na cidade norte-americana.

*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras