Nas Bancas

VÍDEO: Dália Madruga e Bernardo Sousa: "Somos cúmplices e isso traduz-se numa relação à nossa medida"

A repórter e o piloto de automóveis estão juntos há dez meses e já se sentem casados.

Joana Carreira
1 de abril de 2011, 16:10

Desde que se conheceram, Dália Madru-ga, de 32 anos e Bernardo Sousa, de 23, perceberam de imediato que tinham muito em comum. Quando o amor surgiu, tornaram-se inseparáveis. Juntos há dez meses, a repórter do programa da RTP Só Visto! e o piloto de automóveis partilham casa desde o início da relação, sempre com o apoio do filho de Dália, João, de três anos, fruto do seu casamento com João Fernandes.
Habituados a passar todos os momentos disponíveis juntos, já que ambos têm carreiras que implicam algumas ausências, foi com agrado que aceitaram o convite da CARAS para um passeio a Évora. A ocasião serviu para partilharem o quanto estão apaixonados, mas também para explicar que casarem-se e terem filhos não faz, pelo menos para já, parte dos seus planos.

- Estão juntos há dez meses. Foi amor à primeira vista?
Dália Madruga - Nós já nos conhecíamos profissionalmente e éramos amigos, mas não nos encontrávamos com regularidade. Quando o Benfica foi campeão, o Bernardo conseguiu encontrar-me no meio de milhares de pessoas que também festejavam a vitória do campeonato no Marquês de Pombal, apesar de termos ficado sem rede nos telefones. Isso marcou o início de uma amizade diária que depois se transformou em amor, mas não foi à primeira vista.

Bernardo Sousa e Dália Madruga
Bernardo Sousa e Dália Madruga
João Lima

- Pouco tempo antes, a Dália tinha tentado reconciliar-se com o seu ex-marido. É uma mulher que se apaixona com facilidade?

-
Tinha havido uma reaproximação devido a um problema de saúde que o meu filho teve, mas nunca colocámos a hipótese de prosseguir o nosso casamento... Se me apaixono com facilidade? Tive uma relação de alguns anos, que originou o casamento de três anos com o pai do meu filho. Não resultou, e agora vivo com o Bernardo há dez meses... Não creio que se possa chamar a isto apaixonar-me com facilidade! Não gosto de relações descartáveis e invisto muito numa relação, mas não faço sacrifícios quando percebo que as coisas não resultam...


- Apesar de estarem juntos há menos de um ano, é visível a maturidade da vossa relação...

-
É uma relação baseada na verdade, amizade e admiração mútua, construída a cada dia, mantendo a individualidade de cada um, mas em prol do que queremos enquanto casal no futuro. Somos muito cúmplices, gostamos de estar juntos e isso traduz-se numa relação à nossa medida.


- A diferença de idades que têm é irrelevante ou já houve alguma ocasião em que sentiram que ela realmente existe?

-
Nunca. Se não nos falarem nisso, nem nos lembramos da diferença de idades.

Bernardo Sousa -
As únicas ocasiões em que se notam diferenças de idades lá em casa é quando todos nos pomos a ver o Panda e ficamos bem mais novos. [risos]


- A Dália tem uma vivência de vida diferente do Bernardo. Foi fácil adaptarem-se à vida a dois?

-
A única diferença de vida é o facto de eu já ser mãe, de resto, tanto um como o outro começámos a construir as nossas carreiras cedo e isso faz-nos ter objetivos muito parecidos e definidos. Moramos juntos desde que começámos a namorar e temos muito orgulho em tudo o que temos conseguido alcançar.

Bernardo -
Começarmos a viver juntos logo de início jogou a nosso favor, porque vimos logo que conseguíamos adaptar as nossas vidas sob o mesmo tecto.


Dália Madruga e Bernardo Sousa
Dália Madruga e Bernardo Sousa
João Lima

- Como é a relação do seu filho com o Bernardo?

Dália -
Eles são verdadeiros companheiros, mas isso não invalida que o Bernardo tenha também um papel de pai, porque vive com o João todos os dias. Tenho muito orgulho no meu filho e no meu marido e adoro ver como eles já tem uma linguagem só deles, uma coisa de homens. [risos]


- Quando decidiram viver juntos, a Dália teve uma conversa prévia com o seu filho sobre o assunto?

-
O meu filho tinha dois anos quando me separei do pai dele e assumiu desde cedo o papel de protetor da mamã... Mas quando conheceu o Bernardo foi muito fácil perceber que iam ter uma cumplicidade fora do normal. Não se tem propriamente uma conversa dessas com um bebé, mas fica-se muito feliz por sentir que as opções que se fazem continuam a contribuir para o bem-estar de quem mais se ama. E o meu filho é uma criança muito feliz!


Dália Madruga e Bernardo Sousa
Dália Madruga e Bernardo Sousa
João Lima

- A profissão do Bernardo exige algumas ausências. Como lidam com isso?

-
Tanto a profissão do Bernardo como a minha têm alturas mais difíceis do que outras e tentamos, dentro das nossas possibilidades, acompanharmo-nos um ao outro. Quando isso não é possível, sofremos um bocadinho com as saudades, mas, acima de tudo, gostamos de ver o outro feliz e as nossas profissões são parte integrante da nossa maneira de ser e estar.

Bernardo -
Cada um de nós tem a sua profissão, e temos que respeitá-las como elas são. De facto, participar no mundial de ralis faz-me estar fora de casa muitas vezes, mas ambos lidamos bem com isso, até porque, quando não estou fora, vou para todo o lado com a Dália.


- No ano passado fizeram uma cerimónia de casamento simbólica. Fazem planos para oficializar a vossa relação?

Dália -
Vivemos o dia-a-dia com muita intensidade e não gostamos de fazer planos. Quando isso acontecer, é porque nos apetecia muito fazer uma festa, pois na realidade já nos sentimos casados.


- A vida do Bernardo mudou profundamente nestes meses. Como tem sido?

- Inesquecível. Mais feliz não poderia estar, estou rodeado de pessoas fantásticas e que amam de verdade. Estes dez meses têm sido fantásticos e sinto-me realmente feliz e completo.


- Já fazem planos para ter filhos?

Dália -
Planos todas as pessoas fazem, mas neste momento as nossas vidas profissionais não nos deixam espaço para sonhos.


Dália Madruga e Bernardo Sousa
Dália Madruga e Bernardo Sousa
João Lima

- Quem é mais romântico?

-
O Bernardo é mais de pormenores, bilhetinhos de amor, eu gosto mais de marcar escapadinhas a dois, de forma a surpreendê-lo e a aproveitarmos o que de melhor Portugal tem para nos oferecer.

Bernardo -
Tento ser romântico sem exagerar, mas obviamente que o faço porque a Dália merece.


- Com uma criança em casa, o que exige tempo e dedicação, conseguem dar atenção à vida a dois?

Dália -
Amamos o tempo que passamos em família e os programas que fazemos os três e, talvez por isso, não consideremos que estejamos a descurar a vida a dois. Há tempo para tudo e nós gerimos tudo da melhor maneira.

Bernardo -
Há tempo para tudo.


- Têm planos para o futuro?

Dália -
O futuro é já amanhã. Hoje estamos juntos e é só isso que nos importa.


*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras