Nas Bancas

Cláudia Borges: "O Rodrigo veio fortalecer o amor entre mim e o Samuel"

A apresentadora do 'Fama Show', da SIC, diz que se sente mais completa e feliz desde que foi mãe de Rodrigo, há três meses e meio.

Joana Carreira
18 de março de 2011, 10:18

É com um brilho no olhar e a serenidade no rosto que Cláudia Borges, de 28 anos, fala da sua mais recente e sublime paixão, o filho, Rodrigo, de três meses e meio, fruto do seu casamento com Samuel Fortuna, de 31 anos. Foi um dia antes de regressar ao seu trabalho de co-apresentadora do Fama Show que Cláudia contou à CARAS como está a viver a experiência da maternidade, adiantando que a pretende repetir nos próximos anos, e garantiu que o nascimento do seu primeiro filho só veio reforçar o amor que ela e Samuel sentem um pelo outro. Até porque, garante, continuam apaixonados como no dia em que se conheceram.

- Como está a correr a experiência da maternidade?
Cláudia Borges - Está a ser muito mais agradável e fantástica do que alguma vez poderia imaginar. Dá trabalho, como é óbvio, e exige um pouco de nós a nível físico e psicológico, mas é muito, muito bom!

- Tem alguns receios, ou o facto de ter o apoio dos seus pais e sogros tranquiliza-a?
- Claro que sim. Felizmente, tenho a oportunidade de o deixar com as avós e hoje até ficou com a bisavó, minha avó [risos]. Como ele só irá para um colégio daqui a uns tempos, o facto de poder ficar com pessoas de família deixa-nos muito tranquilos.

- Está de volta ao trabalho. Já tinha saudades dessa azáfama ou gostaria de estar mais tempo dedicada apenas ao Rodrigo?
-
Já tenho saudades de trabalhar, de fazer reportagens e de estar com outras pessoas, mas acho que ficava mais um bocadinho em casa [risos]. Ficava, porque o Rodrigo é muito pequenino, precisa muito de mim e apetecia-me 'curti-lo' um pouco mais.

Cláudia Borges
Cláudia Borges
Mário Galiano
- E como é o Rodrigo?

-
É muito tranquilo, muito bem disposto, já dá gargalhadas e palra imenso [risos]. Para mim, a grande característica dele é a sua simpatia. Nunca deu trabalho nenhum, só não me deixou dormir durante uma noite, e foi na primeira semana. Dorme oito horas e eu é que tenho de o acordar para comer [risos].


- E enquanto casal, a Cláudia e o Samuel habituaram-se facilmente às novas rotinas que ter um bebé em casa implica?

-
No início foi um pouco complicado... Já não somos só dois, toda a nossa vida agora é feita também em função de outra pessoa, mas já temos tudo estruturado e feito em equipa. O banho, a comida, tratar dele, é tudo feito a dois. Mas também não nos esquecemos de nós enquanto casal. Somos pais, mas continuamos a ser eternos namorados. A vinda do Rodrigo só nos trouxe coisas boas. Faz parte da nossa vida, é o nosso primeiro filho, mas continuamos a ser o Samuel e a Cláudia, que se mantêm muito apaixonados um pelo outro. E é assim que queremos que continue.


- Depreendo, então, que o Samuel seja um pai muito presente e cuidadoso...

-
Muito, faz questão de se envolver em tudo. O momento do banho do Rodrigo é do Samuel, e são sempre ocasiões maravilhosas.


- Como se sente enquanto mulher?

-
Muito bem, sinto-me mãe e mulher. Preocupo-me com coisas com que antigamente não me preocupava, e que são óbvias depois do nascimento de um bebé, e não me preocupo minimamente com outras que antigamente me faziam alguma confusão. Com a maternidade, desliguei um pouco e passei a relativizar o que não importa na minha vida.


Cláudia Borges
Cláudia Borges
Mário Galiano
- O Rodrigo é mais parecido com quem?

-
De personalidade, é parecido com o Samuel, pois é muito atento, está sempre a olhar para toda a gente e é curioso. Fisicamente, acho que hoje em dia tem uma mistura fantástica dos dois... A boca é minha, seguramente, mas parece que de dia para dia as suas feições mudam...


- Com o regresso ao trabalho, não sente que vai perder fases importantes do crescimento dele?

-
Felizmente, não tenho horários de trabalho, e até há dias em que posso não ir... Obviamente que me assusta um pouco não ter tempo para ele, ou até perder algumas coisas, mas confesso que já falei com a
Rita
[
Andrade
], que já passou por essa experiência e continua no
Fama
, e ela tranquilizou-me imenso... Antigamente, se tinha algumas horas disponíveis entre um trabalho e outro, ficava na SIC, agora, passarei de certeza a ir para casa [risos].


- Já está com uma forma física esplêndida. Qual é o segredo?

-
Julgo que a amamentação ajudou imenso, e também deve ser genético, até porque desde então só fui ao ginásio uma vez e nem sequer fiz massagens ou tratamentos. Só agora, que vou voltar ao trabalho, é que essa voltará a ser uma rotina, pois quero ficar ainda melhor do que estou e estava.


- A maternidade será uma experiência a repetir?

-
Claro que sim, daqui a uns quatro ou cinco anos.


- A Cláudia e o Samuel estão casados há cinco anos, já viviam juntos há quatro, e, como referiu, continuam apaixonados como no primeiro dia. Como é que isso acontece?

-
Há casais que passam a colegas de quarto [risos]. Não, nada disso... Nem pela crise dos sete anos passámos. Somos muito felizes, estamos muito bem e, obviamente, a chegada do Rodrigo só veio fortalecer o amor entre mim e o Samuel.


*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras