Nas Bancas

Carlos Sousa

Carlos Sousa

Divulgação

Carlos Sousa regressa em 2011 ao Campeonato de Portugal de TT

Aposta do mais consagrado piloto nacional de todo-o-terreno passa pelo Mitsubishi Racing Lancer com motorização a gasolina

Andreia Guerreiro
3 de março de 2011, 16:34

Num regresso às origens, Carlos Sousa está de volta ao Campeonato português de Todo-o-Terreno, retomando o volante de um Mitsubishi Racing Lancer ex-equipa oficial. Com um palmarés invejável, onde se incluem quatro títulos absolutos (1995, 1999, 2001 e 2002) e o atual recorde de 21 vitórias à geral, os objetivos só poderiam ser ambiciosos: "Quero surgir ao melhor nível e estar na luta pelo triunfo a cada prova".

Após um ano de ausência, Carlos Sousa prepara-se para regressar ao Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno em 2011, assumindo, tal como em 2009, a condução de um Racing Lancer ex-equipa oficial Mitsubishi.

"Este é um regresso há muito desejado e que resulta da minha enorme paixão pelas corridas e pelos automóveis. Apesar de continuar a ter uma vida profissional intensa, entendi que este era o momento certo para assumir um regresso à competição e, muito em particular, ao Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno", explica Carlos Sousa.

"Ficar parado mais um ano só dificultaria um eventual regresso ao próximo Dakar, pelo que empenhei-me nestes últimos meses em colocar de pé um projeto que me permitisse lutar por uma posição de destaque no Campeonato. Essencialmente, estou feliz por voltar a competir. E isso, nesta altura, é até mais importante do que o desejo de querer ganhar, que é sempre muito", admite o piloto que em 2009 venceu três das quatro provas em que participou, obtendo ainda um segundo lugar.

"Obviamente" - prossegue - "vamos entrar no Campeonato para tentar ganhar, embora cientes que a primeira baja será sobretudo para ganharmos ritmo competitivo. Afinal, a última prova que realizei foi já em janeiro do ano passado", recorda Carlos Sousa, aludindo à sua participação no Argentina-Chile Dakar 2010, onde conquistou um notável sexto lugar da geral, foi o melhor privado e o primeiro entre os carros a gasolina.

Talvez por isso tenha acabado por ser natural a opção de Carlos Sousa pelo Mitsubishi Racing Lancer, uma vez que foi neste carro que o piloto protagonizou o seu regresso ao

Campeonato Nacional de 2009 e ao sul-americano Dakar de 2010.
"Também neste capítulo, é quase como um regresso às origens, ou não tivesse sido a Mitsubishi a marca que mais anos representei e com a qual mais sucessos conquistei ao longo deste 22 anos de carreira, particularmente ao serviço da equipa Mitsubishi Motors de Portugal"
, destaca.


"É claro que cheguei a analisar outras opções no mercado. Mas esta solução ficou decidida em apenas três dias: Primeiro, porque conheço bem o carro e o seu enorme potencial competitivo; segundo - e não menos importante - porque a equipa será liderada pelo experiente Thierry Viardot, antigo diretor técnico da equipa oficial Mitsubishi e um dos principais responsáveis pelo desenvolvimento deste carro"
, justifica Carlos Sousa que utilizará em Portugal a versão equipada com o motor V6 de 4 litros a gasolina.


Com um calendário composto por sete eventos em 2011, o Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno tem a sua primeira prova agendada para os dias 19 e 20 de março, na região algarvia de Tavira.


*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras