Nas Bancas

Renato Seabra

Renato Seabra

Pedro Jorge Melo

Renato Seabra ouvido hoje às 14h15 em Nova Iorque (19h15 em Portugal)

Ao contrário do que estava previsto, a audiência de Renato Seabra, acusado do homicídio de Carlos Castro, só acontecerá esta tarde.

Andreia Guerreiro
1 de fevereiro de 2011, 11:03

O jovem modelo acusado do homicídio de Carlos Castro será hoje ouvido no Supremo Tribunal de Nova Iorque, às 14h15 locais (19h15 em Portugal). A audiência de Renato Seabra estava prevista para as 9h45 locais, mas acabou por ser adiada.

O advogado de defesa contratado pela família do manequim, David Touger, adiantou ontem ao Expresso e à agência Lusa que o caso do homicídio do cronista social segue mesmo para julgamento. "Vamos declarar inocência e planeamos fazer uma defesa vigorosa", disse o advogado. Caso o modelo de Cantanhede se declarasse culpado, o julgamento seria evitado.

Três semanas depois do crime, Renato Seabra continua detido na ala prisional do Bellevue Hospital, de onde deverá sair amanhã para comparecer na audiência no Supremo Tribunal de Nova Iorque. Recorde-se que a primeira audiência foi realizada por videoconferência porque o modelo não teve alta médica e, consequentemente, não pôde sair do hospital.

Renato Seabra está acusado de homicídio de 2.º grau, o que pode levar a uma pena entre os 25 anos e a prisão perpétua.

*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras