Nas Bancas

Renato Seabra

Renato Seabra

D.R.

Renato Seabra: Defesa deverá alegar que foi iludido por falsas promessas

O advogado David Touger deverá basear-se no facto de Carlos Castro ter usado a sua posição económica e social para 'seduzir' o jovem modelo.

Andreia Guerreiro
23 de janeiro de 2011, 17:01

Detido pelo homicídio de Carlos Castro, de 65 anos, Renato Seabra, de 21, pode enfrentar prisão perpétua. O advogado contratado pela família para a defesa do jovem modelo, David Touger, vai alegar que este foi "iludido por falsas promessas de ser apresentado a pessoas influentes", escreve o Correio da Manhã, citando uma fonte próxima que acrescenta que o criminalista quer "provar que Carlos Castro usava ascendente económico e social para segurar relação". De referir que antes da viagem para Nova Iorque, os dois já tinham ido juntos para Londres e Madrid, no intuito de estabelecer contactos com pessoas influentes no mundo da moda e lançar a carreira de Renato Seabra, o que nunca se concretizou. E terão sido justamente essas "promessas falsas de uma carreira internacional" que levaram o finalista do programa À Procura do Sonho a acompanhar o cronista social.

A fim de corroborar esta tese, a defesa pretende usar o facto de Carlos Castro alegadamente ter enganado o manequim ao dizer-lhe que ia fazer uma sessão fotográfica para promover roupa interior e fatos de banho da Marvel, o que, sabe-se agora, não corresponderá à verdade, uma vez que o fotógrafo revelou que o trabalho lhe foi pedido e pago pelo próprio cronista social. À família, Renato Seabra explicou que se tratou de um casting, pelo qual tinha recebido 1100 euros, adianta ao diário o cunhado, José Malta.

Entretanto, em Cantanhede, um grupo de amigos de Renato Seabra criou a associação Estrela de Afectos , que "tem como objecto principal apoiar famílias cujos familiares se encontram a responder em processos judiciais no estrangeiro", pode ler-se na página do Facebook da organização. Entre outros movimentos de apoio, foi também criada uma petição pública online a pedir a extradição do jovem modelo para Portugal, que já conta com mais de 4 mil assinaturas.

Odília Pereirinha fez questão de agradecer publicamente o apoio que tem sido demonstrado, enviando uma mensagem ao Diário de Coimbra. "Queria também manifestar a minha gratidão à população de Cantanhede, que neste momento difícil se uniu à nossa causa", escreveu. A mãe de Renato está já a preparar o regresso a Nova Iorque, tal como adiantou José Malta ao Correio da Manhã: "A mãe vai regressar aos Estados Unidos assim que tiver possibilidade. A preocupação dela é fazer companhia ao filho. Estar perto dele".

*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras