Nas Bancas

Quem é Renato Seabra? (Atualizado)

O modelo de 20 anos é o principal suspeito do assassínio de Carlos Castro

Rodrigo Freixo
8 de janeiro de 2011, 13:28

"Sou uma pessoa muito alegre, que gosta de viver as coisas boas da vida e aproveitá-la ao máximo." É assim que Renato Seabra se define na sua página oficial de fãs no Facebook , que entretanto se encontra inacessível na rede social.

Página essa que tem sido inundada, ao longo deste sábado, com comentários depois de se saber do alegado envolvimento do jovem modelo na morte de Carlos Castro. Centenas de comentários enchem agora a página que tinha como intenção promover a carreira deste jovem. Muitas acusam-no e chegam mesmo a ser ofensivos. Outros saem em sua defesa e aparentam ser de pessoas que conhecem ou são mesmo familiares do modelo e o definem como uma "pessoa pacata e incapaz de cometer tal crime".

Renato é apontado como o principal suspeito do assassínio do cronista português, que foi encontrado morto esta madrugada num hotel em Nova Iorque. O modelo, que era apontado como namorado de Carlos Castro, está detido no Estados Unidos, depois da sua fotografia ter sido difundida pela polícia local, que agiu mal soube do crime.

Renato Seabra tem 20 anos, é natural de Cantanhede, e assume-se como uma pessoa religiosa e tímida. Jogou basquetebol na Universidade de Coimbra, mas ficou mais conhecido no nosso país depois de ter ficado entre os três finalistas do concurso À Procura do Sonho, da SIC, que tinha como objetivo encontrar dois jovens talentos para a moda portuguesa.

Nos últimos meses, Renato foi visto por várias vezes na companhia de Carlos Castro. Os dois viajaram até nova Iorque no dia 29 de Dezembro, com a intenção de passar o final do ano naquela que era uma das cidades de eleição do cronista português. Amigos de Carlos revelam que os dois estavam "muito felizes" e que a viagem estava "a correr tão bem, que nada fazia prever este trágico desfecho". Aliás, Carlos Castro confidenciou mesmo a uma amiga próxima que pensava adiar o regresso a Portugal. A CARAS tentou falar com a família de Renato, que não quis fazer qualquer comentário.

*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras