Nas Bancas

O Natal irreverente de Carlos Medeiros

O empresário propõe ceia natalícia no topo de Lisboa.

Joana Carreira
25 de dezembro de 2010, 14:31

Carlos Medeiros decidiu este ano fugir à tradição e propor uma ceia de Natal mais arrojada e no topo, bem no topo, da cidade de Lisboa. "A ideia é inovar. Criar uma ceia ou jantar de Natal num ambiente diferente, porque não tem que ser na neve ou numa sala de jantar. Neste caso, escolhi um dos sítios mais altos de Lisboa, com uma vista incrível sobre a cidade. Acredito que o jantar é algo muito sensorial e aqui temos os cinco sentidos bastante apurados", explica o empresário.

Carlos Medeiros
Carlos Medeiros
João Lima

O resultado foi uma sofisticada mesa natalícia, com várias influências, entre as quais a de algum minimalismo barroco nos objetos que a compõem, nomeadamente os dourados, e que contrasta na perfeição com outros elementos mais simples, como as cadeiras transparentes. "Quem me conhece sabe que gosto de inovar, tanto quanto gosto de desafios, e foi isso que tentei fazer neste espaço. Esta mesa está montada para seis pessoas, que, mesmo que sigam as tradições, gostem de inovar e fugir um pouco ao convencional. Foi preparada para um momento muito especial como o é a altura natalícia. E para além do topo de Lisboa, a decoração está também no topo da qualidade, por tudo o que foi usado para a concretizar", adianta Carlos Medeiros.

Carlos Medeiros
Carlos Medeiros
João Lima

Inovar ou ser arrojado pode trazer algumas dificuldades e, neste caso, a maior foi lutar contra o espaço e o clima. "Não foi fácil, mas valeu o esforço da grande equipa que se dedicou durante seis horas a montar este espaço. Tivemos que contornar algumas dificuldades, mas no final o resultado foi o esperado e acredito que criámos aquilo a que se poderia chamar um Natal irreverente", conclui o empresário.

*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras