Nas Bancas

Charlize Theron

Charlize Theron

Reuters

A infância traumática de Charlize Theron

A mãe da atriz matou o marido em legítima defesa.

Melissa Tavanez
3 de dezembro de 2010, 13:30

Quando Charlize Theron tinha 15 anos passou por um episódio traumático que acabaria por levar a atriz sul-africana a ter atualmente um transtorno obsessivo compulsivo. O pai da artista chegou a casa embriagado, como já era hábito, e armado com o objetivo de matar Charlize e a mãe. Para proteger a sua vida e a da filha, Greda Theron matou o marido. E a justiça sul-africana reconheceu que o ato foi em defesa própria.

Esta história já tinha sido divulgada pela atriz, mas recentemente foram difundidos documentos policiais, que revelam o que Charlize disse às autoridades na altura. "O meu pai disse que ia matar-nos. A minha mãe disse que tinha medo que nos matasse. Ouvi uma série de disparos e depois ouvia-a gritar. A minha mãe estava sentada num canto da casa. Soluçou e disse-me: Charlize acertei-lhe," pode ler-se no documento.

Pouco depois deste episódio a atriz, de 35 anos, começou uma vida nova, que a levaria às luzes da ribalta em Hollywood, tendo conquistado, inclusivamente, um Óscar de Melhor Atriz pelo desempenho em Monster.

*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras