Nas Bancas

Cavaco Silva no Porto para entregar prémio Manuel António da Mota

O Presidente da República aproveitou a ocasião para elogiar os "que se dedicam a todos os que sofrem carências".

Andreia Guerreiro
22 de novembro de 2010, 13:33

No Ano Europeu do Combate à Pobreza e Exclusão Social são muitas as iniciativas que visam alertar para as dificuldades dos mais necessitados, apelando ao espírito solidário dos portugueses. Por que é cada vez mais importante o trabalho das instituições, a Fundação Manuel António da Mota atribuiu um prémio de 50 mil euros à ASTA - Associação Sócio-Terapêutica de Almeida, a vencedora entre as quase 350 participantes. Emocionada, a fundadora desta casa que acolhe crianças com deficiência, Maria José Fonseca, recebeu da mão do Presidente da República a distinção e afirmou: "Estamos muito contentes. É bom perceber que a semente que plantamos germinou e deu frutos, que têm um perfume que vai além da nossa região. E esse perfume contém essencialmente afectos. Este prémio significa que fomos ouvidos, percebidos e somos apreciados."

Entrega do prémio Manuel António da Mota
Entrega do prémio Manuel António da Mota
Joaquim Norte de Sousa
No encerramento da conferência Portugal Solidário, da qual fez parte este prémio,
Aníbal Cavaco Silva
fez saber que "
o que está em causa é a defesa da dignidade humana
" e aproveitou a presença das instituições de solidariedade para "
deixar um elogio aos que se dedicam a todos os que sofrem carências
".


*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras