Nas Bancas

users_0_14_mi-e-to-romano-reunem-os-seus-modelos-e-eb6d.jpg

Salvador Colaço

FOTOGALERIA: Mi e Tó Romano reúnem os seus modelos e atores

"É uma data muito especial para nós, como é óbvio. É o final de um ciclo, foram muitas gerações de modelos, foi o acompanhar da evolução da moda, da publicidade, e hoje é dia de festejar com tantas estrelas que ajudámos a formar e que connosco cresceram", afirmou Tó Romano na festa de 20.º aniversário da agência Central Models.

Andreia Guerreiro
19 de novembro de 2010, 16:30

FOTOS:
Salvador Colaço


e
Mi Romano
, fundadores, há 20 anos, da Central Models, estavam visivelmente felizes no dia em que, com muitos dos modelos e atores que agenciam, festejaram o sucesso da agência que ergueram e com a qual cresceram enquanto empresários.
"É uma data muito especial para nós, como é óbvio. É o final de um ciclo, foram muitas gerações de modelos, foi o acompanhar da evolução da moda, da publicidade, e hoje é dia de festejar com tantas estrelas que ajudámos a formar e que connosco cresceram. Hoje é dia para muita lágrima, seguramente"
, começou por dizer Tó Romano, que elegeu como momento mais significativo da agência
"a vitória da Diana Pereira em Los Angeles, no Super Model of the World. Foi um impulso fantástico para a Central Models e para a moda portuguesa"
.


Mas não se pense que só de momentos felizes viveu a Central e os seus fundadores. Há pouco tempo, por exemplo, a venda da agência esteve para acontecer.
"Isso deve estar mais relacionado com a crise dos 50 anos do Tó Romano"
, ironizou o próprio Tó Romano, para depois admitir:
"O ano de 2009 foi muito conturbado na minha vida particular, eu e a Mi vivemos situações muito complicadas relacionadas com saúde e com mortes de familiares próximos, e isso, acompanhado por um sonho que eu tive, que foi o Have a Dream, desestabilizou bastante a Central Models. Passado esse tempo, veio a altura de acordar e reconstruir a Central, que é o que já está a ser feito desde o final da primavera, com muitas transformações de que a partir de agora vamos começar a dar conhecimento. Estamos a abrir novos departamentos na agência e esperemos que nos próximos 20 anos consigamos ser participativos na construção da imagem de Portugal. Vamos começar a produzir trabalhos que possam jogar com a imagem do País e para vender ao estrangeiro."


Na Central desde sempre, a atriz
Ana Padrão
recordou:
"Comecei como modelo, quando era estudante no Conservatório. Lembro-me que o Tó apostou imenso na minha carreira como modelo internacional, só que eu já estava numa de ser atriz..."


Iolanda Noivo
, pelo contrário, só agora tem o seu nome numa agência. E garante que para quem começa isso
"é muito melhor e mais fácil. No meu tempo não havia nenhuma agência, portanto, isto para mim é tudo novo"!
Esta veterana da moda lembrou ainda que quando trabalhou no estrangeiro
"foi pelo meu esforço, porque bati a muita porta e porque ultrapassei o facto de muita gente pensar que Portugal não tinha ninguém especializado em moda"
.


*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras