Nas Bancas

Vasco Oliveira

Vasco Oliveira

Pedro Simões

Vasco Oliveira: "Quero ver terminada esta novela, que não tem nada que ver comigo"

"Sei que, no fundo, não são ideias dele [do pai]. Fui habituado a conhecê-lo como o comandante, mas hoje em dia é comandado."

Andreia Guerreiro
14 de novembro de 2010, 10:36

No início de outubro, Vasco Oliveira, de 28 anos, um dos quatro filhos do ex-selecionador nacional António Oliveira, decidiu entrar no reality show Secret Story, A Casa dos Segredos e não terá, na altura, comunicado ao pai que o ia fazer. Este, quando soube do facto, durante uma viagem ao estrangeiro, emitiu um comunicado no qual afirmava que qualquer consequência da participação do filho no programa da TVI deveria ser imputada ao próprio. A vida de Vasco (um dos três filhos nascidos da relação de Oliveira com Maria da Conceição e que terminou quando ele tinha oito anos) é exposta e a comunicação social fala em ligações aos Super Dragões, claque do F.C.P. e a membros desta organização implicados em crimes na noite do Porto.

Vasco acabou por ser expulso do
reality show
em meados de outubro, e, depois disso, numa entrevista à revista
TVGuia
, fez declarações polémicas que incidiam sobretudo na conduta da madrasta, que apelida de
"papagaio"
e acusa de ter organizado
"orgias negras dentro de casa na ausência do meu pai".
O jovem afirma mesmo ter assistido a algumas dessas
"orgias negras"
quando morava em casa do pai, tinha doze ou treze anos.


Declarações que não caíram bem no seio do casal e que levaram o ex-selecionador nacional a reagir, repudiando por completo as declarações de Vasco e anunciando que vai avançar com uma queixa-crime contra o filho.


Ao tomar conhecimento desta decisão do pai, Vasco Oliveira decidiu responder também através de um comunicado, no qual diz que pretende apenas
"dissipar eventuais dúvidas que assombrem os leitores"
. Para tal, afirma que
"em momento algum, no decorrer de várias entrevistas por este
[Vasco Oliveira]
concedidas à imprensa, imputou quaisquer factos a outra(s) pessoa(s), mesmo sob a forma de suspeita ou sequer formulou sobre ele um juízo, ofensivo da honra ou consideração..."


O filho de António Oliveira alude ainda ao facto do comunicado do pai falar da 'família Oliveira':
"No que tange à aludida missiva assinada por seis 'membros da família Oliveira' (na qual se incluem os filhos da atual esposa do Dr. António Oliveira e que com este inexiste qualquer relação de parentesco), a mesma carece de qualquer valor jurídico."
Vasco adianta que ele e o seu irmão
Francisco
vão aguardar com
"serenidade"
a tomada de posição legal por parte do pai, garantindo que vai apresentar a sua defesa em sede própria.


Entretanto, contactado pela CARAS, Vasco declarou que com o seu comunicado pretendeu
"ver terminada esta novela, que não tem nada que ver comigo. Até me questiono, se este processo avançar mesmo, se vai ser resolvido num tribunal ou num circo"
. Adiantando que não quer dar
"protagonismo a pessoas que não o têm - e não estou a falar do meu pai"
, refere:
"Conheço muito bem o meu pai e sei que, no fundo, não são ideias dele. Infelizmente, deixa-se levar. Fui habituado a conhecê-lo como o comandante, mas hoje em dia é comandado."


E apesar de dizer que chegou a um ponto de indiferença em relação ao pai, Vasco acabou por avisar:
"Não me provoquem nem continuem a falar de mim e de processos, porque senão avanço com a cavalaria pesada!"


*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras