Nas Bancas

Pilar del Rio

Pilar del Rio

Natacha Brigham

Pilar del Rio fala do Nobel da Literatura: "Continuo a viver como se José Saramago estivesse presente"

Depois da morte do escritor, em junho, a antiga jornalista está empenhada em perpetuar a obra e a memória do marido, sobretudo através da fundação com o seu nome.

Joana Carreira
25 de setembro de 2010, 15:26

Desde que José Saramago morreu, em junho, Pilar del Rio tem participado em várias homenagens que têm sido feitas ao escritor, perpetuando, assim, a sua memória. Aliás, dar forma a alguns projetos que o Nobel da Literatura já tinha idealizado parece ser agora a grande prioridade da antiga jornalista, que já mudou a sua residência de Lanzarote para Lisboa, onde está a sede da Fundação José Saramago. "Já estou a viver em Portugal. Já tinha vivido cá durante anos, depois compatibilizámos Lanzarote com Lisboa e agora cá estou de novo. Estamos aqui para trabalhar na fundação e realizar quantos projetos temos na cabeça e no coração. Também eram projetos de José Saramago", partilhou Pilar com a CARAS, momentos antes de apresentar o mais recente livro de João Tordo, O Bom Inverno, na Ler Devagar, na LX Factory, em Lisboa.
Apesar de estar muito empenhada nos projetos que o futuro lhe reserva, o passado e os anos que viveu ao lado do escritor continuam bastante presentes no seu dia-a-dia: "A dor e a doença passaram e o futuro só pode estar à altura da sua memória. Continuo a viver como se José Saramago estivesse presente. Continuo a trabalhar. José Saramago é um projeto de vida."

*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras