Nas Bancas

VÍDEO: A harmonia de Bibá Pitta e Fernando Gouveia

Foi na companhia dos filhos que a relações-públicas e o médico cirurgião contaram como a família lida com a exposição pública.

Joana Carreira
9 de agosto de 2010, 17:59

Bibá Pitta é facilmente reconhecida na rua e não há quem fique indiferente à sua energia e força contagiantes. Aos 44 anos, tem no marido, Fernando Gouveia, de 40 anos, e nos filhos, Maria, de 17 anos, Tomás, de 15, Madalena, de 12, Salvador, de 11, e Dinis, de três, os seus maiores companheiros.
Foi sobre a sua vida sem artifícios e a simplicidade com que encaram o dia-a-dia e como lidam com a exposição pública que conversámos com a relações-públicas e o médico cirurgião no final de um fim de semana passado no Troiaresort, em que foi visível que o lema 'um por todos e todos por um' é o que melhor caracteriza esta família.

- Bibá, recorda-se por que começou a aparecer nas revistas?
Bibá Pitta - Não houve nenhuma razão concreta. As primeiras vezes lembro-me que tinha pouco mais de 20 anos e foi porque me acharam graça. Ou porque estava no aniversário de alguns amigos dos meus pais, ou porque estava numa festa no antigo Bananas e era fotografada.... Aconteceu. [risos] Depois, comecei a organizar festas no Club T, com o José Manuel Trigo enquanto relações-públicas, e aí recebia a comunicação social.

- E habituou-se rapidamente a ser conhecida?
- Sim, nunca tive problemas, até porque uma figura pública tem algumas responsabilidades e deve ajudar em muitas iniciativas, e essa é uma parte de que gosto muito.

Bibá Pitta e Fernando Gouveia com os filhos
Bibá Pitta e Fernando Gouveia com os filhos
João Lima
- A Bibá já era uma figura pública quando conheceu o Fernando. Sendo ele tão discreto, teve por certo de haver uma fase de adaptação...
- Houve sempre um respeito enorme, e enquanto eu não me importo nada de aparecer, o meu marido, se puder, evita.

Fernando Gouveia
- No início era desagradável chegar a um sítio e ter de repartir as atenções com muita gente, mas depois fui-me habituando.


- Isso tem muito que ver com o respeito que ambos têm pelas diferenças um do outro...
Bibá - Só podia ser assim, e entre nós as coisas são muito bem geridas. A parte festiva que existe na nossa vida existiria da mesma maneira se não fôssemos conhecidos. É muito engraçado, porque as pessoas abordam-nos na rua como se nos conhecessem, especialmente aos miúdos, e têm um carinho muito grande por sermos uma família numerosa. Nós somos realmente uma família feliz, com muita partilha. Gosto imenso de ser abordada na rua e adoro receber convites para coisas em que a minha experiência de vida seja uma mais-valia.


- Fernando, às vezes é necessário chamar a Bibá à razão?
Fernando
-
Muitas vezes tenho de chamá-la à realidade e explicar-lhe que nem sempre ganha com os sítios onde vai e pode ser mal interpretada. Ela vai na conversa para ajudar todos e muitas vezes não vale a pena dar a cara por determinadas coisas.

Bibá
-
Falamos sobre isso imensas vezes e ele equilibra-me, mas o facto de sermos figuras públicas não nos prejudica, pois somos uma família feliz e vivemos em função uns dos outros.


Bibá Pitta e Fernando Gouveia com os filhos
Bibá Pitta e Fernando Gouveia com os filhos
João Lima
- A Bibá não aceita convites se o Fernando não pode acompanhá-la...
-
Nisso somos um casal à antiga: não vou sem o meu marido para lado nenhum à noite. Sempre que saímos, é para nos divertirmos e não faz sentido se não estivermos juntos.


- A Maria já tem namorado e com o passar dos anos eles vão começar a seguir os seus caminhos. Estão preparados para isso?
Fernando
-
Nem pensar. [risos] Eles são muito mimados e protegidos.

Bibá
-
Estou mais que preparada, faço-lhes um anexo ao lado da nossa casa. [risos] Já lá estão os meus pais e adorava que um ou dois deles também lá ficasse.


- Essa também é a parte boa de ter cinco filhos?
-
É verdade, nunca vou ficar sozinha. Primeiro, porque tenho uma especial que me vai dar o braço até ao fim da vida e, depois, porque tenho o Dinis, que ainda só tem três anos. Além do mais, antes de saírem os filhos ainda vêm os netos. [risos]


- Também eles já são caras conhecidas e continuam a manter a humildade...
-
É verdade, mas acho que isso acontece pelo exemplo que têm dos pais. Uma figura pública não tem mais direitos do que os outros. Eles sabem que o que faz deles alguém de destaque são os valores e a educação que têm e o facto de serem uns miúdos maravilhosos e que nunca nos deram problemas.


*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras