Nas Bancas

Carlota e Manuel Gião aproveitam as férias para se dedicar apenas aos filhos

A CARAS 'surpreendeu' a arquiteta de interiores e o piloto entre brincadeiras na praia com os filhos no Algarve.

Joana Carreira
9 de agosto de 2010, 14:29

Carlota e Manuel Gião são daqueles pais que quando chega a silly season optam por 'fugir' para o Algarve com a família. Este ano, o casal preferiu a tranquilidade das praias do Sotavento para gozar três semanas de férias com os filhos, Camila e Manuel, de três e seis anos.

Durante este período, a arquiteta de interiores e o piloto põem o trabalho completamente de lado e dedicam-se inteiramente às crianças, organizando programas e brincadeiras ao gosto delas. "Estas praias são ótimas e este ar faz-lhes muito bem. E a nós também. Durante o ano, temos os nossos trabalhos e nem sempre é possível desfrutar dos nossos filhos ao máximo. E aqui estamos de manhã à noite com eles. O que é ótimo. Aqui, estamos sem horas, tirámos os relógios e não temos horários para nada. E agora, como eles estão maiorzinhos, já não trazemos tanta tralha connosco, só uns baldes e pás para eles brincarem...", contou Carlota.

Carlota e Manuel Gião com os filhos
Carlota e Manuel Gião com os filhos
Catarina Larcher

Os dias da família Gião são passados na praia, entre passeios de barco, jogos de raquetas, corridas, castelos na areia... as férias ideais para Manuel Gião, que este ano já conta com o filho para 'alinhar' nos seus programas: "Este ano, o Manel já me faz mais companhia. Damos passeios na praia, fazemos umas corridas, interagimos mais. Estou a adorar esta fase dele e estava ansioso para que ela chegasse. E agora, à medida que vai crescendo, mais coisas fazemos os dois."

Juntos há cerca de 13 anos e casados há nove, Carlota e Manuel não põem de lado a hipótese de ter mais um filho, se bem que o piloto prefere esperar mais um tempo para que isso aconteça, ao contrário da arquiteta. "Temos falado muito sobre isso. A Carlota gostava, mas eu estou muito contente só com estes dois que temos. Adoro-os, preocupo-me imenso com eles e em dar-lhes tudo... não sei se com três depois conseguiríamos dar-lhes a mesma atenção. Compreendo que a Carlota gostasse de ter mais um filho, mas talvez mais tarde, quando tivermos mais idade, um terceiro filho até nos ajude mais em certas coisas."

*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras