Nas Bancas

Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo

City Files

Mãe do filho de Cristiano Ronaldo é empregada de mesa, avança o jornal inglês 'Sunday Mirror'

Segundo o jornal, o pequeno Cristiano Ronaldo nasceu de um caso entre uma empregada de mesa norte-americana e o jogador do Real Madrid.

Andreia Guerreiro
19 de julho de 2010, 12:48

Desde que Cristiano Ronaldo anunciou no Facebook que foi pai de um menino, que terá nascido a 17 de junho, sem que tenha sido revelada a identidade da mãe, que a imprensa internacional tem avançado várias hipóteses. Desta vez, o jornal inglês Sunday Mirror, que cita um amigo do futebolista, refere que o bebé é fruto de um caso com uma empregada de mesa norte-americana. Ainda segundo a publicação, o craque madeirense terá pago cerca de 12 milhões de euros à mãe, para que esta lhe entregasse o bebé e mantivesse o anonimato.

O jogador do Real Madrid terá conhecido a empregada de mesa num restaurante durante as suas férias em Los Angeles, no ano passado, e a gravidez terá sido o resultado de um caso de uma noite. Ao descobrir que estava grávida, a mulher terá contactado Jorge Mendes, empresário do jogador, para o informar, e Cristiano Ronaldo ter-se-á comprometido a fazer um teste de paternidade e a ajudar financeiramente a empregada de mesa caso ficasse provado que de facto era pai da criança. "O Cristiano foi informado do resultado do teste de paternidade enquanto estava na África do Sul", contou a mesma fonte citada pelo Sunday Mirror, acrescentando ainda: "Ele é um playboy multimilionário mas, ao mesmo tempo, é um bom filho. Faz parte de uma família tradicional e, no momento em que confirmou a paternidade, não teve nenhuma dúvida sobre o que teria de fazer."

Quanto à quantia paga pelo futebolista português é justificada como uma ajuda para que a mãe do seu filho não tenha de se preocupar com o futuro, porque existe a possibilidade do pequeno Cristiano Ronaldo conhecer a mãe quando completar 18 anos. "A mãe do Cristiano [Dolores dos Santos Aveiro] acredita que, se um dia, a criança decidir entrar em contacto com a mãe, é importante que ela tenha dinheiro", revelou ainda a fonte.

*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras