Nas Bancas

users_0_17_kennedy-28d8.jpg

Robert F. Kennedy Jr. pede o divórcio depois de 16 anos de casamento

O sobrinho do ex-presidente dos Estados Unidos separa-se depois da sua mulher ter sido envolvida num escândalo devido ao consumo de álcool.

Joana Carreira
16 de julho de 2010, 13:22

O escândalo continua a ensombrar um dos mais destacados membros do clã Kennedy. Segundo a publicação The Journal News, o sobrinho do ex-presidente dos EUA, John F. Kennedy, pediu o divórcio da sua segunda mulher, Mary Richardson Kennedy, dois dias antes desta ter sido presa por conduzir embriagada, com mais de três por cento do índice permitido por lei. O advogado, escritor e ativista ambiental de 56 anos entregou os papéis do divórcio no dia 12 de maio no condado de Westchester, em Nova Iorque. No dia seguinte, a polícia recebeu uma chamada de Mary Richardson Kennedy, em que pedia ajuda devido a um 'incidente doméstico' em sua casa, que mais tarde Kennedy Jr. assegurou tratar-se de problemas com álcool. Segundo documentos judiciais, Mary encontrava-se "visivelmente intoxicada" e disse à polícia que o seu marido tinha "abusado verbalmente dela e dos seus filhos".Depois do sucedido, Robert F. Kennedy Jr. decidiu não acompanhar a mulher a tribunal, onde esta se declarou inocente e aceitou ser submetida a observação para determinar se precisava ou não de tratamento.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras