Nas Bancas

João Manzarra: "Todos os meses tenho que justificar à minha mãe uma relação falsa"

Atualmente, João Manzarra apresenta na SIC o concurso 'Achas Que Sabes Dançar?', o primeiro programa que conduz 'a solo'. O sentido de humor e a irreverência têm sido as suas armas.

Andreia Guerreiro
12 de julho de 2010, 10:22

O último ano mudou por completo a vida de João Manzarra: com os programas Ídolos e Achas Que Sabes Dançar?, afirmou-se como apresentador e ganhou a sua independência. Fomos ouvir o 'menino bonito' da SIC, agora que completou 25 anos, numa entrevista em que mostrou a irreverência que lhe tem trazido popularidade.

- Este foi um ano determinante para si a nível profissional...
João Manzarra - Os últimos 12 meses foram alucinantes, se pensarmos que por esta altura estava a ser chamado para o SIC ao Vivo vindo da SIC Radical e que depois viria a apresentar o TGV, o Ídolos e o Achas Que Sabes Dançar?, é impossível não considerar este ano como o melhor a nível profissional.

João Manzarra
João Manzarra
João Lima
- Como se sentiu ao saber que era nomeado para o Globo de Ouro revelação?

- Fiquei muito contente pela nomeação do júri e, ao contrário do que se pensa, não fiquei nada melindrado por não ter ganho. Se ganhasse, seria mais por popularidade do que por talento, e a
Daniela Ruah
, como todos os outros nomeados, é fantástica.


- No 10 de Junho foi recebido pelo Presidente da República. Outro momento de orgulho?

- De orgulho e de surpresa, foi um reconhecimento menos óbvio mas muito importante. Entre mim e o Presidente só estava... a Daniela Ruah. [risos]


- Sonhava com estes momentos na sua infância? Que sonhos tem ainda por cumprir?

- Acho que todos já imaginámos como seria receber um Óscar, um Globo ou marcar um penálti na final da Champions League. Vou agora tentar a Academia do Sporting... [risos] Na realidade, não tenho nenhum grande sonho por cumprir, nada que seja inatingível, o meu desejo é continuar a fazer o que gosto e partilhar os bons momentos com todos os que fazem parte da minha vida.


João Manzarra
João Manzarra
João Lima
- Este mediatismo acarreta também um lado negativo? Como lida com isso?

- Tento equilibrar muito bem as coisas. O prato das coisas boas tem pesado muito mais.


- Regra geral é bastante apreciado pelo público feminino. Como lida com esse 'assédio'?

- Bom... Mal não lido, certamente. [risos] Verdade seja dita, o assédio não é nada por aí além e é sempre com muito respeitinho.


- Presumindo que continua solteiro, sente alguma pressão para iniciar uma relação?

- Sinto alguma, por parte da imprensa, que inventa constantemente casos e relações. Todos os meses tenho que justificar à minha mãe uma relação falsa.


- Neste ano de sucesso profissional iniciou também uma nova etapa na sua vida, viver sozinho. Como tem sido?

- Tem sido uma boa experiência, tenho-me dado bem com todas as tarefas, mudança de estilo de vida. Embora seja ainda 'roupa-lavadodependente'.


- Sentia necessidade dessa independência?

- Penso que, a partir de determinada idade, qualquer um o ambiciona, desde que tenha condições familiares e financeiras para tal. Os dois fatores juntaram-se no fim do ano passado.


- Contudo, a sua família continua a ser um forte suporte...
- A minha família sempre foi um grande suporte. Somos de poucas rotinas, mas de muitos afetos.


João Manzarra
João Manzarra
João Lima
- Tem sido muito comum os apresentadores tentarem a sorte como atores. Pensa nisso?

- Confesso que gosto e tive alguma formação há alguns anos, mas, sinceramente, não sei até que ponto terei algum talento nessa área e sou incapaz de tirar um papel se sentir que alguém o faz melhor que eu.


- Em que novos projetos podemos esperar vê-lo?

- Espero que em projetos relacionados com o audiovisual, TV, internet... Atrás ou à frente das câmaras.


- E projetos pessoais...

- Uma árvore, um animal e um dia... um filho.




Siga a CARAS no
e no
!


*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras