Nas Bancas

Grávida de cinco meses, Flávia Alessandra admite que gostaria de viver em Portugal

A actriz brasileira esteve em Lisboa para participar na Gala dos Globos de Ouro e partilhou com a CARAS como está a viver esta nova fase.

Andreia Guerreiro
14 de junho de 2010, 10:29
Flávia Alessandra
é uma das actrizes mais conceituadas do Brasil. De novela em novela, a actriz tem conquistado admiradores que ultrapassam fronteiras, como se viu durante a sua estada em Portugal e, particularmente, nos Globos de Ouro, durante a qual mostrou simpatia.

Se na carreira o sucesso tem sido constante, na sua vida pessoal também. A completar quatro anos de casamento com o actor
Otaviano Costa
, Flávia espera mais uma menina, que vai fazer companhia a
Giulia
, de dez anos, fruto do seu relacionamento com
Marcos Paulo
.

Foi sobre esta fase única que atravessa e o sonho de vir viver para Portugal que a CARAS conversou com esta descendente de portugueses.


- Está grávida de cinco meses. Como tem vivido este momento tão especial da sua vida?
Flávia Alessandra -
Estamos muito felizes. Uma segunda gravidez é vivida com mais serenidade, mas parece que é a minha primeira vez. Já tive a minha filha há muito tempo e parece que muita coisa mudou desde então. E o meu marido está superansioso! Antes de conhecer a Jujuba, que é a minha filha, ele dizia que queria ter um menino, e agora já não. Ele tem um lado feminino forte, muito forte, e adora conversar, trocar ideias... Ele tinha muita vontade de ter uma menina.


Flávia Alessandra
Flávia Alessandra
Mike Sergeant
- E a sua filha ficou feliz por ir ter uma irmã?
- Ela pedia-me um irmão há muito tempo e ficou feliz da vida quando soube que ia ter uma irmãzinha. Ela não queria um menino e sim uma bonequinha para brincar. Eu brinco com ela, porque todos os pedidos dela foram atendidos. Com dez anos, ela já vai desfrutar imenso e vai ajudar-me. Ela gosta de estar com crianças.


- Está casada há praticamente quatro anos. Acredito que o balanço desta relação seja feliz...
- Graças a Deus. A cumplicidade e, acima de tudo, as nossas parecenças e o respeito que temos um pelo outro ajudam. Entendemo-nos muito bem e temos a confiança como base de tudo. Somos grandes companheiros.


- Recentemente, conseguiu obter a dupla nacionalidade. É importante para si ser também reconhecida como portuguesa?
- Sim. Foi um prémio conseguir a dupla nacionalidade. O meu avô é português e eu quase viajei com o meu passaporte português. Tenho lembranças muito gratas dos almoços em casa dos meus avós paternos, as toalhas que enfeitavam as mesas, os galos... E quem sabe se não realizo o sonho antigo de morar aqui? A minha filha não perdia um ano na escola, não há a barreira da língua... E o meu marido apoia-me.


Flávia Alessandra
Flávia Alessandra
Mike Sergeant
- Pensa mesmo nisso?
- Sim, penso seriamente nisso. Gostava de cá ficar uma temporada e agora podemos concretizar esse sonho de forma mais acertada.




Siga a CARAS no
e no
!

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras