Nas Bancas

Adepto da selecção percorre 18 300 km de moto para entregar bandeira portuguesa na África do Sul

Osvaldo Garcia demorou dois meses e cinco dias a fazer o percurso entre Penafiel e Magaliesburg.

Andreia Guerreiro
11 de junho de 2010, 11:47
"Enfrentei esta aventura, principalmente, por três motivos: estar junto da Selecção Nacional e transmitir-lhe o meu apoio total, homenagear os Xutos e Pontapés, que deram o seu nome ao modelo da moto que utilizo e, ainda, para pôr em relevo a excelência de um veículo português de pequena cilindrada, que foi capaz de sobreviver a uma viagem duríssima sem avarias, sem acidentes, sem furos e com um orçamento muito baixo. Julgo poder dizer, com segurança, que foi mais fácil do que imaginara."
É desta forma que
Osvaldo Garcia
, de 52 anos, descreve a aventura que o levou a percorrer 18 300 km de moto, entre Penafiel e Magaliesburg, a pequena aldeia onde está instalada a Selecção Nacional, para entregar à equipa das quinas a bandeira portuguesa.


Osvaldo Garcia com a Selecção Nacional
Osvaldo Garcia com a Selecção Nacional
Francisco Paraíso / FPF
Já na África do Sul, Osvaldo Garcia foi recebido por
Carlos Queiroz
e toda equipa portuguesa.
"Adorei a forma como fui recebido, as lembranças, o poder ter estado junto dos jogadores, ser fotografado com eles"
, afirmou o aventureiro de Penafiel emocionado.




Siga a CARAS no
e no
!

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras