Nas Bancas

Catarina Furtado está nomeada para Melhor Actriz no Festival de Monte Carlo com o papel de 'Cidade Despida'

A nomeação vem recompensar dois meses intensos de gravações, que lhe exigiram um enorme esforço para não descurar a vida familiar.

Andreia Guerreiro
18 de maio de 2010, 10:24

Habituada a desafios exigentes, sobretudo depois dos documentários que gravou em África e na Ásia, Catarina Furtado voltou a testar a sua resistência com as gravações da nova série da RTP, Cidade Despida. Foram dois meses intensos, durante os quais a actriz e apresentadora teve que fazer um esforço extra para conseguir dar o melhor de si própria e, ao mesmo tempo, não descurar a atenção aos filhos, Beatriz, de três anos e meio, e João Maria, de dois. Um esforço que valeu a pena, pois acaba de ser nomeada, com Cristina Carvalhal, com quem contracena, para uma Ninfa de Ouro de Melhor Actriz no 50.º Festival de Televisão de Monte Carlo. A série recebeu, aliás, mais três nomeações para este certame televisivo que se realiza de 6 a 10 de Junho no Grimaldi Forum, na capital monegasca: Melhor Produtor Europeu (Jorge Marecos), Melhor Actor (Pedro Laginha e Albano Jerónimo).

Catarina Furtado
Catarina Furtado
João Lima
- Como foi rodar esta série?

Catarina -
Gravar cerca de 12 horas por dia, cenas de exigência física, mas também de muito desgaste emocional, e ainda ter que ser mãe de família, organizada como sou, não foi fácil. Mas agora, com estes dias de distância e com o
feedback
de toda a equipa e, sobretudo, da parte da realizadora,
Patrícia Sequeira
(da SP), e da RTP, posso concluir com segurança que é uma batalha completamente ganha!


Catarina Furtado
Catarina Furtado
João Lima
- Tinha um papel complicado e bastante emocional. Como foi lidar com isso?

- Foi a parte mais complicada, mas a mais interessante. Gosto de coisas difíceis e de me pôr à prova. Ganho sempre uma adrenalina extra quando me proponho fazer algo que impõe respeito e algum medo de falhar. A personagem Ana Belmonte exigiu uma entrega total, porque aparentemente parece uma heroína, mas não é. Por detrás do lado misterioso e algo triste, pragmático e muito profissional, ela vai deixar vir ao de cima, por força das circunstâncias, uma fragilidade que a leva ao limite. Só aceitei vestir esta Ana porque decidi despir-me de quaisquer defesas, não vi nenhuma imagem ao longo dos dois meses e confiei inteiramente na fantástica direcção da
Ana Nave
e na realização e no muito bom-gosto da Patrícia Sequeira.


Catarina Furtado
Catarina Furtado
João Lima
- Transportava essas emoções para a vida real?

- Durante estes dois meses, a Ana Belmonte invadiu completamente a minha vida. Ela de facto existiu e é tão diferente de mim que tive mesmo de deixar que ela tivesse o seu espaço. Para mim, restou-me um bocadinho da noite em que apenas deitava os meus filhos, lhes contava a história dos sonhos cor-de-rosa e azuis, preparava a roupa deles para o dia seguinte e deixava a lista dos afazeres domésticos. Logo a seguir mergulhava nos textos da série e adormecia já "vestida" de Ana Belmonte.


Catarina Furtado
Catarina Furtado
João Lima
- No final das gravações emocionou-se. Foi um trabalho que a marcou...

- Marcou-me mesmo muito, porque foi um trabalho de equipa e com um toque muito feminino, sem ser feminista. Tem a acção e a dureza dos crimes (muito bem exemplificados até do ponto de vista da caracterização) e um lado mais sensível, que se revela em pequenos pormenores sem ser lamechas. Acho (claro que sou suspeita...) que se trata de um passo em frente na ficção nacional. O mérito é da realizadora e da SP, mas também da RTP, que apostou neste desafio. Tem um ritmo e um bom-gosto que não é muito comum em Portugal. Para mim foi um verdadeiro trabalho de actriz, que me permitiu trabalhar com um elenco maravilhoso e inspirador.


- O que se segue...

- Mais uma série do programa
Dá-me Música
e também dos
Príncipes do Nada
, que continuo a editar e que estará pronto a ir para o ar em breve. Fazer estes documentários é absolutamente vital para mim.




Siga a CARAS no
e no
!

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras