Nas Bancas

José Maria e Sofia Tallon dão nova oportunidade ao amor

Casada há quatro anos com o médico, a gestora confessa: "Já vai sendo hora de termos um filho"

Andreia Guerreiro
27 de abril de 2010, 14:31

Quando comunicaram a separação, no final do Verão do ano passado, ficou claro que, apesar do casamento de quatro anos ter chegado a um impasse, o futuro de José Maria e Sofia Tallon ficava em aberto. De tal forma que o médico, de 50 anos, e a gestora, de 30, nunca se afastaram por completo, tendo sido presença assídua na vida de cada um.

Depois de oito meses de indecisões, o casal partilhou com a CARAS que está a tentar recuperar o amor, que, confirmam ambos, nunca desapareceu. "Quando nos separámos, nunca falámos em divórcio. Foi uma palavra que nunca pronunciámos. Neste momento estamos bem e sem dúvida que vamos dar a nós próprios uma nova oportunidade", revela Sofia, com um brilho especial nos olhos, reforçando: "Os sentimentos que nos uniram continuam a existir, nunca desapareceram." Mais "madura" oito meses depois da separação, a gestora não poupa elogios a José Maria Tallon, que, baseado na sua mais vasta experiência de vida, faz um balanço do que aconteceu: "Por vezes, damos demasiada importância ao trabalho e descuramos a vida familiar. Naturalmente que, com o passar do tempo, as coisas podem esfriar. E depois voltam a aquecer. Tudo depende dos sentimentos que unem as pessoas."

Também Sofia Tallon concorda que "todos os casais têm altos e baixos e nós passámos por isso". Admiradora do marido, a gestora não lhe poupa elogios e declara-se: "Adoro o José Maria. É o homem da minha vida, independentemente do que aconteceu, acontece ou possa vir a acontecer."

Aos 30 anos, Sofia Tallon não esconde o desejo de ser mãe, e quando questionada sobre a possibilidade de terem um filho, agora que se reconciliaram, a gestora mostra que essa é uma possibilidade: "Já vai sendo hora de termos um filho." Conhecida a sua boa relação com os filhos do médico - Carminha, de 24 anos, e Pepe, de 22, do casamento com a espanhola Cármen Comino; e Eduardo, de 16 anos, Beatriz, de 13, e Rafael, de dez, da união com Catarina Fortunato de Almeida -, Sofia parece sentir-se preparada para a maternidade.

Sofia e José Maria Tallon
Sofia e José Maria Tallon
Joaquim Norte de Sousa
No Porto para felicitar
Fernando Póvoas
no dia do lançamento do seu terceiro livro,
Emagrecer com Sucesso
, Sofia e José Maria Tallon falam do nutricionista portuense com amizade.
"Conheci o Fernando há dez anos e a empatia foi imediata. Desde então, os nossos laços têm-se reforçado. Temos muito em comum e admiro a forma como trabalha. Ele é um bom médico e, para se fazer tratamentos de emagrecimento, tem que se ser médico. Há que separar o nosso trabalho do que as clínicas de estética fazem, muitas delas com publicidade enganosa. Nós somos claros no que transmitimos e, sim, recorremos a medicação, porque é necessária. Temos a mesma linguagem"
, explica José Maria Tallon com
fair play
e amizade. Embora conheça Fernando Póvoas há menos tempo, Sofia também não poupa elogios ao médico e colega do marido.


Nesta breve visita ao Porto para um lançamento que decorreu no Estádio do Dragão, onde os dois chegaram de mão dada -, Sofia e José Maria seguiram viagem para o Algarve, onde passaram parte do fim-de-semana a trabalhar.
"Na verdade, eu hoje já deveria estar no Algarve, mas não podia faltar a este lançamento, pois, quando o livro foi apresentado em Lisboa, não pude mesmo estar presente, já que estava a apresentar o meu próprio livro"
, afirmou o médico referindo-se ao título
A Minha Dieta
.


Foi precisamente nesse evento, ao qual Sofia compareceu depois de ter estado algum tempo fora do País, que se voltou a especular sobre a possibilidade de os dois estarem reconciliados. Nessa altura, no início de Março, José Maria Tallon afirmou à CARAS:
"Há possibilidade de voltarmos a estar juntos, mas para já não pretendemos mudar nada. Só o tempo o dirá."
Já a gestora (responsável pela parte internacional das clínicas Tallon) foi mais longe, mostrando determinação:
"Da minha parte, há muita vontade em voltarmos. Divorciados não estamos, estivemos separados fisicamente, mas agora que estou em Portugal, isto poderá ser um grande empurrão. Neste tempo que estive longe amadureci, mas vamos ver o que o futuro nos reserva."


Finalmente reconciliados, oito meses depois da separação, José Maria e Sofia são uma prova de que, quando existe amor, todas as contrariedades podem ser ultrapassadas, desde que haja uma vontade comum, como parece ser o caso.




Siga a CARAS no
e no
!

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras