Nas Bancas

Alice Vieira mantém, aos 66 anos, ritmo de trabalho intenso

A escritora lançou o romance 'Meia Hora para Mudar a Minha Vida', na Academia de Santo Amaro, onde recebeu o carinho da filha, Catarina Fonseca, jornalista e escritora.

Melissa Tavanez
24 de abril de 2010, 12:37

Tem 66 anos e 30 de carreira, mas nem assim Alice Vieira pousa a caneta e deixa de escrever. No lançamento do seu mais recente romance, Meia Hora para Mudar a Minha Vida, a autora confessou estar já com a agenda cheia de muitas outras histórias para publicar: "Queria fazer este romance há já muito tempo. Gostei muito de o fazer. Tenho gosto naquilo que faço, gosto muito, mas canso-me imenso. Além dos livros, ainda trabalho para o JN, vou a escolas quase todos os dias... durmo três horas por noite. Mas, apesar deste trabalho todo, sou feliz.

Alice Vieira
Alice Vieira
João Lima

"A filha, Catarina Fonseca, jornalista e escritora, garante que nunca sentiu a falta da mãe, apesar de esta ter trabalhado sempre muito durante toda a vida: "Sempre demos muita atenção aos momentos que partilhávamos as duas, mesmo que fossem poucos. Para mim, ter uma mãe workaholic sempre foi a coisa mais normal do mundo. Sou uma filha muito orgulhosa e ainda me consigo surpreender com ela."

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras