Nas Bancas

Cláudia Vieira e Pedro Teixeira radiantes com a filha, Maria

A primeira filha do casal de actores foi para casa no dia 9 de Abril, quatro dias depois de ter nascido prematuramente às 35 semanas.

Andreia Guerreiro
11 de abril de 2010, 19:41

Maria chegou quatro semanas antes do previsto, de surpresa e quase sem avisar os pais. No passado dia 5, a filha de Cláudia Vieira e Pedro Teixeira 'decidiu' fazer a vontade ao pai, que tanto pediu para ela vir para junto deles, e nasceu às 23h58, de cesariana, com 2,620kg, no Hospital da Luz, em Lisboa.

À saída da maternidade, os pais, radiantes e deslumbrados com a primeira filha, quiseram partilhar o momento de felicidade com os jornalistas e apresentaram-nos Maria. "Ela é linda de morrer, linda como a mãe", disse o actor assim que chegou à sala onde se realizou a conferência de imprensa. Entusiasmado, Pedro acabou mesmo por revelar o segredo da bebé ter nascido prematuramente: "Ela saiu porque eu pedi. Falei muito com ela através da barriga e pedi-lhe para vir ter comigo e com a mãe. Foi só por isso." Brincadeiras à parte, o actor fez questão de esclarecer que a filha "nasceu uma criança supersaudável", apesar de ter nascido às 35 semanas de gestação, referindo que "não houve drama nem susto nenhum".

Com um enorme sorriso, Cláudia explicou como tudo aconteceu e contou que o parto correu às mil maravilhas: "Foi um dia em que estava a trabalhar, a fazer locuções para uma campanha publicitária. O meu dia corria normalmente e não me apercebi de nada. Ao final da tarde, senti as primeiras contracções. Não lhes dei a devida importância e o Pedro insistiu para ligarmos à médica. Aí, a médica disse logo: 'Tragam tudo.' Mas não houve susto nenhum. Ficámos surpreendidos porque não estávamos à espera. Viemos para o hospital com o objectivo de regressar depois a casa. Afinal, isso não aconteceu. Eu já estava em trabalho de parto e foi tudo muito rápido. Acabou por ser melhor assim."

Cláudia Vieira e Pedro Teixeira com a filha, Maria
Cláudia Vieira e Pedro Teixeira com a filha, Maria
João Lima
Sendo uma estreante, a actriz mostrou-se à altura e não fez qualquer drama, estando a recuperar bem:
"Eu gostaria que tivesse sido parto normal, mas a bebé estava sentada e por isso teve de ser cesariana. Nada de complicado. Correu tudo muito bem. Fiquei surpreendida, porque pensei que ia ser bem mais dramático. Achei que iria ficar quase imóvel, e isso não aconteceu. Passado um bocadinho, já estava fora da cama. Estou a recuperar muito bem."

Cláudia não consegue explicar o que sentiu quando viu Maria pela primeira vez:
"É indescritível. É impossível traduzir em palavras tudo aquilo que estamos a sentir. A Maria é muito perfeitinha e linda de morrer. Estou felicíssima, não consigo parar de sorrir. É uma felicidade extrema, de contemplação constante... O amor cresce a cada minuto."

Apesar de ser a primeira filha, a actriz disse que sentiu grande facilidade em cuidar dela:
"Não sei se nasce logo com as mulheres, mas eu senti-me logo à vontade a tratar dela. A verdade é que tenho uma sobrinha que me serviu de treino. Mas é uma sensação de que não há tempo para mais nada a não ser para ela. Porque entre dar de mamar, pôr a arrotar, mudar a fralda e cuidar dela, parece que ocupa o tempo inteiro."

Ainda que Maria tenha nascido há poucos dias, Cláudia já pensa em repetir a experiência e nem hesita na resposta quando a questionamos sobre isso:
"Sem dúvida nenhuma!"



Siga a CARAS no
e no
!


Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras