Nas Bancas

Cinha Jardim: Papel de avó tem sido motivo de grande felicidade

"Por mais anos que viva, nunca mais me vou esquecer da imagem que tenho guardada, o momento em que o médico colocou o Francisco no peito da Pimpinha. Foi tão bonito!"

Andreia Guerreiro
2 de abril de 2010, 16:29

Assim que soube que a filha mais velha, Pimpinha, estava grávida, Cinha Jardim manifestou logo alguma ansiedade por experimentar o papel de avó. Por isso, o passado dia 12, quando viu finalmente nascer o neto, Francisco, foi especialmente marcante: "Por mais anos que viva, nunca mais me vou esquecer da imagem que tenho guardada, o momento em que o médico colocou o Francisco no peito da Pimpinha. Foi tão bonito!", recordou alguns dias depois, por ocasião da apresentação do livro Saúde no Caminho para a Felicidade, de Miguel Stanley.
Apesar de já não ter presente na memória o que é ter um bebé em casa, visto que Pimpinha já tem 25 anos e a filha mais nova, Isaurinha, 18, Cinha não se tem atrapalhado a ajudar a filha e o genro, Francisco Spínola: "Antes do Francisco aprender a mudar as fraldas, também eu as mudei. Visto o bebé, dispo-o, ajudo o Francisco a dar-lhe banho... Está a ser tão bom ser avó! Estou a adorar e acho que ganhei um filho nascido da minha filha. Tem sido fantástico, é difícil explicar o que sinto como avó. Já não sabia o que era ter um bebé em casa e é óptimo. Ser avó é muito bom e é diferente de ser mãe. Pegar num bebé agora tem outro sabor, se ele choraminga, cala-se logo no meu colo [risos]."

Cinha Jardim com a filha Pimpinha e o neto, Francisco
Cinha Jardim com a filha Pimpinha e o neto, Francisco
Tiago Caramujo
A comentadora do programa
Você na TV
, da TVI, garante que o neto é um bebé tranquilo e que para isso também ajuda o facto de ter os pais em casa:
"É muito calminho. Julgo que estamos a passar uma fase em que as pessoas estão outra vez mais viradas para a família e isso também torna os bebés menos irrequietos. A Pimpinha não está a trabalhar e o Francisco trabalha em casa, e isso ajuda muito no equilíbrio do bebé. E eu, como estou mais velha, sinto que tenho mais tempo para me dedicar a ele."




Siga a CARAS no
e no
!

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras